A+ / A-

Mais de 100 projetos vão captar investimento para zonas afetadas pelos incêndios

03 dez, 2018 - 08:29

Governo aprovou medidas de apoio à atividade empresarial nos territórios afetados pelos incêndios de 15 de outubro.
A+ / A-

O sistema de apoio Atrair, que visa captar investimento para zonas afetadas pelos incêndios, superou as "expectativas". Na Manhã da Renascença, o secretario de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, revelou que foram aprovados 110 projetos num investimento de 345 milhões de euros, para empresas nas áreas do turismo e também da floresta.

A linha Atrair é um apoio concedido às empresas, no âmbito do Portugal 2020, que tem como objetivo atrair novos investimentos geradores de emprego para os territórios afetados pelos incêndios de 15 de outubro de 2017.

"Decorrido um ano após o lançamento desta linha de apoio, a sua implementação superou as expectativas, como está refletido nos números da sua execução", disse fonte oficial do Ministério da Economia.

O apoio "superou largamente o inicialmente previsto (105 milhões)". Além disso, "o efeito incremental previsto pelos projetos aprovados em termos de aumento do potencial exportador é de cerca de 236 milhões de euros", acrescentou.

"Verifica-se igualmente um impacto relevante desta linha de apoio ao nível do emprego, uma vez que os projetos aprovados preveem a criação de um total de 2.164 postos de trabalho, dos quais 431 qualificados", concluiu o ministério tutelado por Pedro Siza Vieira, citado pela agência Lusa.

Após os incêndios que afetaram o país no final de 2017, a Resolução do Conselho de Ministros n.º 167-B/2017 veio determinar a adoção de medidas de apoio à atividade empresarial nos territórios afetados pelos incêndios de 15 de outubro, prevendo na alínea c) do n.º 2, a abertura de concursos específicos, no âmbito do Portugal 2020, de apoios a projetos de investimento produtivo empresarial localizados em territórios afetados pelos incêndios.

Os chamas, que atingiram sobretudo a região Centro, provocaram pelo menos 50 mortos, além da destruição de centenas de casas, empresas, infraestruturas e vasta área florestal.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.