A+ / A-

Portugal é o Melhor Destino Turístico do Mundo pelo segundo ano consecutivo

02 dez, 2018 - 00:01

Na edição de 2018, a World Travel Awards atribuiu um total de 16 prémios a Portugal. A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, vê na atribuição "um sinal da capacidade de afirmação internacional de Portugal
A+ / A-

Portugal foi eleito o Melhor Destino Turístico do Mundo pelo segundo ano consecutivo pelos World Travel Awards, numa cerimónia que decorreu no sábado no Pátio da Galé, em Lisboa.

Esta distinção foi atribuída pela primeira vez a Portugal em 2017 e é agora renovada. Além de Portugal, estavam nomeados para este prémio África do Sul, Brasil, Espanha, Estados Unidos, Grécia, Índia, Indonésia, Jamaica, Malásia, Maldivas, Marrocos, Nova Zelândia, Quénia, Ruanda, Sri Lanka e Vietname.

A World Travel Awards atribuiu um total de 16 prémios a Portugal. Em 2017, haviam sido sete e em 2016 Portugal recebeu quatro.

Em junho, Portugal também foi reeleito o melhor Destino Turístico da Europa pelo segundo ano consecutivo. Assim, Portugal continua a ser o melhor destino turístico regional e mundial.

Nos últimos três anos, o reconhecimento internacional de Portugal tem aumentado de forma expressiva. Desde 2015, o número de artigos internacionais sobre o destino Portugal aumentou 107%.

Para a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, “é um enorme orgulho receber novamente esta distinção".

"Sermos os campeões do mundo no turismo pelo segundo ano consecutivo é sinal da capacidade de afirmação internacional de Portugal, graças ao trabalho de todos os portugueses. Portugal é de facto um destino imperdível. Este é, acima de tudo, um prémio para os portugueses”, lembrou.

Parques de Sintra é a melhor empresa de conservação do mundo

A Parques de Sintra venceu, pelo sexto ano consecutivo, o World Travel Award de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”. Desde 2013 que a empresa vence os chamados “Óscares do Turismo”.

A concurso estavam empresas de todo o mundo. A Parques de Sintra voltou, contudo, a ser reconhecida pela eficácia da gestão dos valores naturais e culturais que lhe foram confiados. E foi a única entidade europeia nomeada nesta categoria.

Em maio, o projeto de reconstituição histórica do Jardim Botânico de Queluz venceu o Prémio da União Europeia para o Património Cultural/Prémios Europa Nostra 2018, na categoria de Conservação e Restauro, tendo voltado a ser galardoado em junho, com o prémio Escolha do Público, também Europa Nostra 2018, conquista inédita para Portugal.

A presidente do conselho de administração da Parques de Sintra, Sofia Cruz, considera a distinção obtida no sábado “uma honra”, que “reforça a nossa convicção de que o modelo de gestão que temos seguido, único a nível nacional, é o que melhor serve a nossa missão primordial” e que dá “um importante incentivo para prosseguirmos o nosso trabalho com o mesmo nível de exigência”.

A Parques de Sintra é uma empresa de capitais públicos que não recebe dotação do Orçamento do Estado e que mantém, recupera e coloca à disposição do público o património sob sua gestão apenas com as receitas que gera (bilheteiras, cafetarias, lojas e aluguer de espaços).

À sua guarda estão: o Parque e Palácio Nacional da Pena; os Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz; o Chalet da Condessa d’Edla; o Castelo dos Mouros; o Palácio e Jardins de Monserrate; o Convento dos Capuchos e a Escola Portuguesa de Arte Equestre.

Em 2018, estes monumentos e parques ultrapassaram os três milhões de visitas.

Os World Travel Awards visam reconhecer, premiar e celebrar a excelência em todos os setores da indústria do turismo. Os prémios representam uma das distinções mais importantes que as empresas do ramo turístico podem receber, sendo a marca reconhecida globalmente como selo de qualidade.

A votação é realizada pelo público em geral e por profissionais do Turismo. Este ano, Lisboa estreou-se como cidade anfitriã da grande final, acolhendo a celebração do 25º aniversário do evento que todos os anos reúne os representantes mais significativos do setor.
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    02 dez, 2018 évora 21:48
    Enquanto assim for assim será a onde de criminosos vindos de lá fora escorraçados e albergando Vistos Gold e afins nesta Terra denominada Portugal . Assim os destinos lá fora dos famosos fica limpo desta gente .