A+ / A-

Um padre assassinado, dois raptados nos Camarões

27 nov, 2018 - 15:06

Os mais recentes casos de violência contra religiosos poderão estar relacionados com a luta pela independência da região anglófona dos Camarões.
A+ / A-

Um padre foi assassinado e dois foram raptados, juntamente com um seminarista, no espaço de apenas três dias, nos Camarões.

Num comunicado enviado à Renascença, a fundação Ajuda à Igreja que Sofre informa da morte do padre Cosem Ombato Ondari, que foi morto no dia 21 de novembro. Segundo a organização católica, a morte foi provocada pelas forças de segurança, durante uma operação contra milícias pertencentes a grupos separatistas.

A imprensa dos Camarões diz que os soldados dispararam contra o padre Cosme quando ele estava próximo da sua igreja, na aldeia de Kembong.

Três dias depois, dois padres e um seminarista foram sequestrados na região sudoeste dos Camarões. Os padres foram sequestrados por homens armados quando se dirigiam para uma missão na paróquia local e desde então que não se sabe o seu paradeiro nem estado de saúde.

Existem focos de violência nos Camarões na região do Sudoeste, de maioria anglófona, onde grupos lutam pela independência em relação ao resto do país, que é francófono.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.