A+ / A-

Arcebispo associa-se “à dor e ao luto” pelas vítimas da tragédia em Borba

20 nov, 2018 - 12:24 • Ecclesia

Aluimento de terras para dentro de uma pedreira provocou pelo menos dois mortos.
A+ / A-

Veja também


O arcebispo de Évora expressou esta terça-feira a sua consternação pela tragédia ocorrida na Estrada Nacional 255, entre Borba e Vila Viçosa, onde um aluimento de terras provocou pelo menos dois mortos já confirmados pelas autoridades.

Através das redes sociais, D. Francisco Senra Coelho associa-se “à dor e ao luto dos familiares e amigos das vítimas” e coloca-se “ao lado de todos os que trabalham afincadamente para minorar o sofrimento e resolver os problemas urgentes da difícil situação”.

O deslizamento de terras na Estrada Nacional 255, entre Borba e Vila Viçosa, ocorreu segunda-feira a meio da tarde.

De acordo com o Comandante Distrital de Operações de Socorro de Évora, José Ribeiro, o aluimento de “um grande volume de terra” ocasionou “a deslocação de uma quantidade muito significativa de rochas, de blocos de mármore e de terra para o interior de uma pedreira” situada junto à referida via.

As duas vítimas mortais já identificadas, dois operários da empresa que explora a pedreira, foram arrastadas durante o deslizamento de terras.

José Ribeiro adiantou ainda que, segundo relatos que foram recolhidos no local, também terão sido arrastadas para dentro da pedreira, com cerca de 50 metros de profundidade, três viaturas: uma retroescavadora, uma carrinha de caixa aberta e um automóvel ligeiro.

Os trabalhos de resgate de vítimas continuam no terreno, com o envolvimento de dezenas de operacionais e viaturas de apoio, ligadas às forças de segurança e de prevenção, entre Bombeiros, Proteção Civil, GNR, Exército e Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

As operações deverão prosseguir nos próximos dias, com o Comandante Distrital de Operações de Socorro de Évora a admitir estarmos diante de um trabalho “de grande complexidade”.

Na sua conta oficial do twitter, o arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho apela ainda à oração “pelas vítimas do trágico aluimento da Estrada Nacional 255” e pede “a misericórdia de Deus” e a intercessão de “Nossa Senhora da Conceição, venerada no Solar da Padroeira em Vila Viçosa” para todos os envolvidos neste drama.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.