A+ / A-

Trump critica Macron. "Muito insultuosa” proposta de exército europeu

10 nov, 2018 - 01:00

Dois líderes vão reunir-se este sábado em Paris.
A+ / A-

O Presidente dos Estados Unidos critica o seu homólogo francês a propósito da proposta de criação de um exército europeu.

Donald Trump, que chegou a Paris para as comemorações do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial, deve reunir-se com Emmanuel Macron no sábado de manhã.

"O Presidente Macron acaba de sugerir que a Europa construa o seu próprio exército, para se proteger dos Estados Unidos da América, da Rússia e da China", escreveu Trump, em mensagem divulgada na rede social Twitter, no momento em que o seu avião aterrava no aeroporto internacional de Orly, nas proximidades da capital francesa.

"Muito insultuoso. Talvez a Europa devesse pagar antes a sua parte à NATO, que os EUA subsidiam largamente!", acrescentou Donald Trump.

Na sua mensagem na Twitter, Trump referia-se às declarações de Macron, feitas na terça-feira, que apelou à criação de "um verdadeiro exército europeu" para melhor proteger o velho continente.

"Só protegeremos os europeus se decidirmos ter um verdadeiro exército europeu", proclamou o presidente francês, considerando ser necessário a Europa proteger-se da China, da Rússia e, mesmo, dos EUA".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    10 nov, 2018 Lisboa 11:40
    Trump que não se preocupe, pois Macron está a pregar no deserto. Na Europa só depois de ameaças concordaram de muito má cara, em aumentar os gastos com a Defesa até 2%, alguma vez, no ninho de confusão política em que a Europa se tornou, há vontade e energia para criar um Exército Europeu?