A+ / A-
FC Porto

Sérgio está "meio chateado com as pessoas da relva"

09 nov, 2018 - 13:06

Técnico do FC Porto não gosta do estado do relvado do Dragão: "Temos de olhar para tudo." Sérgio desvaloriza a vantagem que a sua equipa tem, na classificação, para Sporting e Benfica.
A+ / A-

Sérgio Conceição está aborrecido com quem trata do relvado, no FC Porto, porque o "tapete" do Estádio do Dragão não está ao nível que exige.

"Fico meio chateado com as pessoas da relva, porque o relvado não está como costuma estar. No último jogo [frente ao Lookomotiv Moscovo], na segunda parte, o relvado fez muitas poças. Temos de olhar para tudo, para todos os pormenores", alertou o treinador portista, na conferência de imprensa de antevisão da receção ao Sporting de Braga.

O FC Porto pode aproveitar o duelo da décima jornada, que opõe os dois líderes do campeonato, para se distanciar na classificação. Sérgio assumiu que "estes jogos são importantes", mas garantiu que "forma de trabalhar e seriedade é igual em qualquer jogo, seja o Braga ou uma equipa da segunda ou terceira divisão". Além disso, lembrou, as distâncias pontuais pouco significam nesta altura do campeonato:

"O Sporting está a dois pontos e o Benfica a quatro, mas há neste fim-de-semana um jogo entre os dois primeiros. Isto rapidamente muda. Lembro-me, depois do jogo na Luz [derrota por 1-0], que toda a gente previa que ia ser difícil para o Porto e mais fácil para o Benfica. Temos de ter consciente do que queremos e do que temos de fazer para atingirmos o nosso objetivo. Os resultados são obviamente importantes, é o que vamos colher do nosso trabalho diário, mas acreditamos no processo. Vamos encontrar um buraco na estrada, faz parte. Não podemos ficar dependentes desse buraco, temos de acreditar no trabalho diário".

O Porto-Braga realiza-se no sábado, às 20h30, no Estádio do Dragão. Terá relato na Renascença e acompanhamento, ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.