A+ / A-

Reitores querem mudar sistema de acesso ao ensino superior

09 nov, 2018 - 09:39

Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas esteve na Manhã da Renascença antes da reunião com o primeiro-ministro.
A+ / A-

Os reitores defendem que é preciso mudar o acesso ao ensino superior, de modo a que os portugueses se tornem mais competitivos na Europa.

“É necessário criar novas dinâmicas para aumentarmos a qualificação dos portugueses, porque o grande objetivo era termos 60% da população com 30 a 40 anos diplomada e termos 50% dos jovens de 18 anos”, refere o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP).

“Para atingirmos estas metas e para sermos mais competitivos na Europa temos de flexibilizar aqui o sistema de entrada”, acrescenta ainda António Fontainhas, na Manhã da Renascença.

Esta é uma das questões que o CRUP vai levar à reunião desta sexta-feira com o primeiro-ministro. O encontro vai decorrer na residência oficial do chefe do Governo, para apresentar a convenção que vai discutir as prioridades do ensino superior para próxima década.

Uma das ideias em cima da mesa é não atribuir tanto peso aos exames nacionais no acesso ao ensino superior. Os reitores defendem ainda ser necessário diversificar a entrada nas universidades e politécnicos.

Em debate vão estar também mudanças na ação social e no alojamento universitário.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.