A+ / A-

Escola de Cuidadores procura responder aos desafios do envelhecimento

09 nov, 2018 - 07:07 • Ana Lisboa

É o segundo seminário promovido por este projeto inovador do Centro Social Paroquial de S. Romão de Carnaxide.
A+ / A-

Os desafios e oportunidades do envelhecimento na sociedade contemporânea, os desafios e os custos de ser cuidador informal, a importância de promover o bem-estar e a autonomia, são alguns dos temas em debate no seminário da Escola de Cuidadores.

“Pedagogia do Cuidar: o novo olhar para a longevidade” é o tema do seminário que decorre esta sexta-feira no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide, e que procura refletir sobre várias questões relacionadas com as pessoas idosas e a problemática das demências.

O que se pretende é desafiar "as pessoas a fazerem uma reflexão sobre como vamos cuidar das pessoas, como é que olhamos sobretudo para as questões do envelhecimento" e "para a capacitação das pessoas para os desafios da longevidade", diz a coordenadora da Escola de Cuidadores.

Joana Figueiredo diz que a Escola tem como missão "sensibilizar a comunidade para a valorização do envelhecimento e a valorização dos cuidadores formais e informais das pessoas idosas”. Todo este trabalho, explica, é sempre feito “em parceria com os agentes locais”.

“As respostas sociais existentes, apesar de continuarem a ser válidas e extremamente necessárias, não chegam em número suficiente para todas as necessidades. Então, acreditamos que é nosso dever, faz parte da nossa missão, trabalhar nesta pedagogia, ou seja, de anteciparmos, de refletirmos previamente, em conjunto, outras estratégias, outras oportunidades", diz à Renascença. "Sentimos que capacitar continua a ser necessário, mas é preciso algo mais”.

Este seminário destina-se “a profissionais de geriatria e gerontologia, a investigadores sociais, a cuidadores informais e a toda a comunidade”.

Escola de Cuidadores

A Escola de Cuidadores é um projeto de inovação social que surgiu há dois anos, fruto do trabalho desenvolvido há mais de duas décadas pelo Centro Social Paroquial de S. Romão de Carnaxide, nomeadamente junto da população idosa.

“Começou a dar os primeiros passos em 2016, com a realização de alguns workshops, O ano passado realizou o primeiro seminário”, conta Joana Figueiredo. Foi lançado “um programa de saúde e bem-estar aos cuidadores formais, que se desenvolve mensalmente com o apoio de um psicólogo”.

Já este ano, foi estabelecida uma parceria com a Universidade Sénior, "no sentido de, no programa curricular da Universidade, uma vez por mês, a Escola (de Cuidadores) poder fazer uma sessão mensal com temas que gostariam de ver debatidos, por exemplo, questões jurídicas, alimentação e nutrição, apoios sociais ou respostas sociais”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.