A+ / A-
EUA

Identificado suspeito de tiroteio na Califórnia que provocou 13 mortos

08 nov, 2018 - 08:21

Um homem matou 12 pessoas e foi depois encontrado sem vida dentro do estabelecimento. Há ainda 10 feridos.
A+ / A-

Pelo menos treze pessoas foram mortas num tiroteio num bar e restaurante, o College Country Night no Bordeline Bar&Grill, em Thousand Oaks, na Califórnia, nos Estados Unidos. O número é avançado pela filial do canal televisivo CBS em Los Angeles. Segundo as autoridades, o atirador foi encontrado sem vida no interior do bar.

As motivações para o ataque são ainda desconhecidas. O atacante é um homem de 28 anos, Ian David Long, que usava uma pistola automática .45.

Uma das vítimas é o adjunto do xerife do condado de Ventura, Ron Helus, que morreu no hospital depois de ter sido atingido ao “tentar salvar pessoas”, disse o xerife Geoff Dean, acrescentando que há pelo menos 22 feridos.

O responsável policial disse ainda que estavam “centenas” de pessoas no bar quando o suspeito entrou a disparar, cerca das 23h20, hora local. Algumas pessoas esconderam-se debaixo das mesas ou nas casas de banho durante o tiroteio, outras conseguiram fugir.

Uma testemunha diz que o homem abateu um polícia ao entrar e depois lançou várias granadas de fumo, tendo começado a disparar indiscriminadamente.

Outra testemunha descreveu que percebeu "que era real quando ele disparou pela primeira vez, mas o meu filho pensava que era uma brincadeira. Protegi-o, e quando olhei para cima ele estava a movimentar-se para a direita. Atirou contra o recepcionista e contra a empregada de caixa, uma jovem menina".

O Presidente norte-americano já reagiu no Twitter e mostrou-se contente pela "coragem demonstrada pela Polícia", e manifestou pesar por todas as vítimas.

Quando as autoridades chegaram ao local registaram-se novos disparos. As testemunhas dizem que foram disparados 30 tiros.

No local, o maior espaço de música ao vivo da região, estava a decorrer uma festa "country" para estudantes universitários.

Thousand Oaks fica a cerca de 60 quilómetros a noroeste do centro de Los Angeles e não muito longe das áreas de Calabasas e Malibu.

Este é o segundo ataque de um atirador em poucos dias nos Estados Unidos depois de 11 pessoas terem morrido no ataque à sinagoga em Pittsburgh, e apenas alguns meses depois de 17 estudantes terem sido assassinados em Parkland, Las Vegas.

Notícia atualizada às 11h20.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.