A+ / A-

Wilson Eduardo terá escolhido jogar por Angola

07 nov, 2018 - 10:50

O extremo do Sp. Braga nunca representou a seleção principal portuguesa e terá optado por honrar a ascendência angolana. Pode estrear-se já a 18 de novembro, frente ao Burkina Faso.
A+ / A-

Wilson Eduardo terá aceitado representar a seleção de Angola, segundo avança o "Portal MSport", esta terça-feira. O avançado do Sporting de Braga poderá ser a principal novidade da próxima convocatória dos Palancas Negras, que segundo aquele portal poderá ser anunciada nas próximas horas.

Wilson terá decidido não esperar pela chamada de Fernando Santos para representar Portugal. Na última convocatória da equipa das "quinas", a 4 de outubro, não surgia qualquer jogador do Braga. Quando questionado sobre Ricardo Horta, o presidente arsenalista, António Salvador, chamou atenção para vários dos seus jogadores. "O Braga é líder do campeonato e tem sete ou oito jogadores portugueses no seu onze inicial", disse na altura. Salvador salientou acreditar que "os jogadores do Braga vão estar na seleção no futuro pelo seu mérito próprio, não por pena".

Embora tenha nascido no Porto, Wilson Eduardo tem ascendência angolana. O extremo, de 28 anos, conta com dez internacionalizações, e seis golos, pelos sub-21 portugueses, contudo, nunca representou a seleção principal. Desse modo, é elegível para jogar por outro país, neste caso Angola. Caso a notícia se confirme, Wilson protagonizará mais um caso curioso em que um irmão - João Mário, Portugal - representa uma seleção e o outro irmão - Wilson, Angola - representa outra.

Wilson poderá estrear-se por Angola já a 18 de novembro. Os Palancas defrontam o Burquina Faso, de Paulo Duarte, num jogo que poderá ser decisivo para o desfecho do grupo I de qualificação para a Taça das Nações Africanas (CAN). Angola é terceira classificada, com seis pontos, menos um que a seleção burquinesa, que está no segundo lugar, e menos três que o líder, a Mauritânia. Só os dois primeiros classificados de cada grupo avançam para a fase seguinte.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.