A+ / A-

Fenprof protesta aproveitando mediatização da Web Summit

04 nov, 2018 - 22:52

Docentes continuam a exigir a contagem da totalidade do tempo de serviço.
A+ / A-

A Fenprof vai entregar, esta segunda-feira, aos participantes da Web Summit um folheto em que denuncia que o Governo de Portugal não respeita os professores.

O protesto visa dar maior notoriedade, a nível nacional e internacional, às reivindicações da Federação Nacional de Professores.

Em causa, os seis anos e meio de serviço apagados da carreira contributiva.

Quem também protesta – e com impacto na Web Summit – são os trabalhadores do Metro de Lisboa que, na terça e na quinta-feira, cumprem uma greve parcial, entre as 6 e as 9h30. Esta paralisação parcial vai certamente complicar a vida aos habituais utentes daquele transporte público, assim como aos cerca de 70 mil participantes na Web Summit.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.