A+ / A-

Moto2. Miguel Oliveira já não vai chegar ao título mundial

04 nov, 2018 - 11:04 • Pedro Roriz

Piloto português foi segundo em Sepang, na Malásia.
A+ / A-

Apesar da excelente corrida que fez, em Sepang na Malásia, que o levou de sétimo na grelha ao segundo lugar final, o português Miguel Oliveira (KTM) não conseguiu adiar para Valência a decisão do título de Moto2. O italiano Francesco Bagnaia (Kalex) completou o pódio e sagrou-se campeão do mundo.

Sem nada a perder e sabendo que a vitória podia não chegar, Miguel Oliveira fez mais um arranque muito bom e assumiu o comando.

Mas foi durante pouco tempo porque ainda na primeira curva, o italiano Luca Marini (Kalex) levou a melhor e logo a seguir voou para a vitória, a primeira da sua carreira.

O vencedor da prova beneficiou do duelo entre Miguel Oliveira e Francesco Bagnaia.

Ainda na primeira parte da corrida, Miguel Oliveira ascendeu ao segundo lugar, lançou-se na perseguição de Luca Marini, mas nas derradeiras voltas os pneus perderam eficácia e o português não conseguiu chegar ao triunfo, tendo de contentar-se com o segundo lugar do pódio.

No final da corrida, Miguel Oliveira não escondia estar “orgulhoso da minha temporada, que foi longa, na qual cometi alguns erros, mas na parte final não conseguimos ter uma moto tão eficaz como a do “Pepe” e tudo se decidiria num erro que um de nós cometesse. Isso não aconteceu e ele é um justo campeão”.

Apesar de ter sido relegado da “pole position” para o sétimo lugar da grelha, por ter prejudicado o italiano Andrea Iannone (Suzuki), na qualificação, o espanhol Marc Marquez (Honda) venceu a corrida de MotoGP.

Mais rápido no arranque, o italiano Valentino Rossi (Yamaha) assumiu o comando, até quatro voltas do fim, altura em que caiu e “ofereceu” a vitória ao espanhol, que já tinha chegado ao segundo lugar, com o espanhol Alex Rins (Suzuki) e o francês Johann Zarco (Yamaha) a completarem o pódio.

Tal como sucedeu em Moto2, também o título de Moto3 ficou decidido no traçado malaio, como consequência da vitória do espanhol Jorge Martin (Honda) e do quinto lugar do italiano Marco Bezzecchi (KTM), que era o único que o podia impedir de festejar o título por antecipação.

O duelo entre os dois foi intenso e à entrada para a derradeira volta ocupavam as duas primeiras posições, o que adiaria decisão para Valência.

Só que na nessa volta, o italiano não resistiu à pressão dos seus compatriotas Lorenzo Dalla Porta (Honda) e Enea Bastianini (Honda), que terminaram no pódio, e do espanhol Albert Arenas (KTM) e caiu para quinto o que o afastou de forma irremediável da hipótese de chegar ao primeiro lugar.

Com tudo decidido, o “Mundial” de MotoGP termina, dentro de 15 dias, em Valência.

Classificações

Corrida

Moto2

1.º, Luca Marini (Kalex), 18 voltas (99,774 km), em 38’25,689” (155,7 km/h)

2.º, Miguel Oliveira (KTM), a 1,194”

3.º, Francesco Bagnaia (Kalex), a 3,020”

4.º, Mattia Pasini (Kalex), a 4,497”

5.º, Fábio Quartararo (Spped Up), a 5,250”

6.º, Lorenzo Baldassarri (Kalex), a 5,305”

7.º, Alex Marquez (Kalex), a 7,690”

8.º, Brad Binder (KTM), a 8,943”

9.º, Marcel Schrotter (Kalex), a 9,687”

10.º, Joan Mir (Kalex), a 18,547”

Classificaram-se mais 16 pilotos.

MotoGP

1.º, Marc Marquez, 20 voltas (110,86 km), em 40’32,372” (164,0 km/h)

2.º, Alex Rins (Suzuki); a 1,898”

3.º, Johann Zarco (Yamaha), a 2,474”

4.º, Maverick Viñales (Yamaha), a 4,667”

5.º, Dani Pedrosa (Honda), a 6,190”

6.º, Andrea Dovizioso (Ducati), a 11,248”

7.º, Álvaro Bautista (Ducati), a 15,611”

8.º, Jack Miller (Ducati), a 19,009”

9.º, Danilo Petrucci (Ducati),a 22,921”

10.º, Hafizh Syahrin (Yamaha), a 26,919”

Classificaram-se mais nove pilotos

Moto3

1.º, Jorge Martin (Honda), 17 voltas (94,231 km), em 38’34,799 (146,5 km/h)

2.º, Lorenzo Dalla Porta (Honda), a 3,556”

3.º, Enea Bastianini (Honda), a 3,757”

4.º, Albert Arenas (KTM), a 3,795”

5.º, Marco Bezzecchi (KTM), a 4,095”

6.º, Fábio Di Giannantonio (Honda), 4,106”

7.º, Darryn Binder (KTM), a 4,232”

8.º, Tony Arbolino (Honda), a 4,704”

9.º, Tatsuki Suzuki (Honda), a 4,707”

10.º, Niccolò Antonelli (Honda), a 4,715”

Classificaram-se mais 13 pilotos

Campeonatos

Pilotos

Moto2

1.º, Francesco Bagnaia, 304 pontos

2.º, Miguel Oliveira, 272

3.º, Brad Binder, 201

4.º, Lorenzo Baldassarri, 162

5.º, Alex Marquez, 157

6.º, Joan Mir, 155

7.º, Luca Marini, 147

8.º, Marcel Schortter, 138

9.º, Xavi Vierge, 131

10.º, Fabio Quartararo, 128

Estão classificados 22 pilotos.

MotoGP

1.º, Marc Marquez, 321 pontos

2.º, Andrea Dovizioso, 220

3.º, Valentino Rossi, 195

4.º, Maverick Viñales, 193

5.º, Alex Rins, 149

6.º, Johann Zarco, 149

7.º, Cal Crutchlow, 148

8.º, Danilo Petrucci, 144

9.º, Andrea Iannone, 133

10.º, Jorge Lorenzo, 130

Estão classificados mais 17 pilotos

Moto3

1.º, Jorge Martin, 240 pontos

2.º, Marco Bezzecchi, 214

3.º, Fabio Di Giannantonio, 205

4.º, Enea Bastianini, 166

5.º, Lorenzo Dalla Porta, 151

6.º, Aron Canet, 128

7.º, Gabriel Rodrigo, 116

8.º, Jakub Kornfeil, 115

9.º, Albert Arenas, 104

10.º Marcos Ramirez, 95

Estão classificados mais 24 pilotos

Construtores

Moto2

1.º, Kalex, 391 pontos

2.º, KTM, 320

3.º, Speed Up, 132

4.º, Tech 3, 29

5.º, Suter, 8

6.º, NTS, 5

MotoGP

1.º, Honda, 364 pontos

2.º, Ducati, 310

3.º, Yamaha, 272

4.º, Suzuki, 213

5.º, KTM, 56

6.º, Aprilia, 54

Moto3

1.º, Honda, 381 pontos

2.º, KTM, 328

EQUIPAS

Moto2

1.º, Red Bull KTM Ajo, 473 pontos

2.º, Sky Racing Team VR46, 451

3.º, EG 0,0 Marc VDS, 312

4.º, Dynavolt Intact GP, 269

5.º, Pons HP40, 04, 209

6.º, Italtrans Racing Team, 173

7.º, MB Conveyors Speed Up, 137

8.º, Swiss Innovative Investo, 109

9.º, Federal Oil Gresini Moto, 58

10.º, Tasca Racing Scuderia M, 47

11.º, Kiefer Racing, 42

12.º, Tech 3 Racing, 31

13.º, Idemitsu Honda Team Asia, 24

14.º, SAG Team, 16

15.º, Marinelli Snipers Team, 14

16.º, Forward Racing Team, 8

17.º, NTS RW Racing GP, 6

18.º, Petronas Sprinta Racing, 1

MotoGP

1.º, Repsol Honda Team, 427 pontos

2.º, Movistar Yamaha MotoGP, 388

3.º, Ducati Team, 363

4.º, Team Suzuki Ecstar, 282

5.º, Alma Pramac Racing, 235

6.º, Monster Yamaha Tech3, 189

7.º, LCR Honda, 174

8.º, Angel Nieto Team, 102

9.º, Red Bull KTM Factory RA, 54

10.º, Aprilia Racing Team Gressini, 59

11.º, EG 0,0 Marc VDS, 50

12.º, Reale Avintia Racing, 36

Moto3

1.º, Del Conca Gresini Moto3, 445 pontos

2.º, Redox PruestelGP, 329

3.º, Leopard Racing, 317

4.º, Angel Nieto Team Moto3, 189

5.º, Estrella Galicia 0,0, 164

6.º, Bester Capital Dubai, 161

7.º, SIC58 Squadra Corse, 133

8.º, RBA Boe Skull Rider, 125

9.º, Sky Racing Team VR46. 91

10.º, Petronas Sprinta Racing, 91

11.º, CIP – Green Power, 71

12.º, Red Bull KTM Ajo, 64

13.º, Sudmetal Shedl GP Racing, 58

14.º, Marinelli Snipers Team, 57

15.º, Honda Team Asia, 41

16.º, Reale Avintia Academy, 24

Próxima prova – Grande Prémio da Comunidade Valenciana, dia 18 de Novembro, no Circuito Ricardo Tormo

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.