A+ / A-

Cabo Verde recebe escritores para segundo festival Morabeza

26 out, 2018 - 15:54 • Maria João Costa , em Cabo Verde

Depois da primeira edição na ilha de Santiago, São Vicente é agora o destino da segunda edição do Festival Literário Morabeza. Carmen Posadas, Germano Almeida e Miguel Sousa Tavares entre os convidados.
A+ / A-

Na baía do Mindelo, o Monte Cara espreita ao longe. Do outro lado, a cidade do Mindelo é o palco para a segunda edição de Morabeza, o Festival Literário de Cabo Verde que a cada edição viaja para uma ilha diferente do arquipélago. Depois de Santiago, chega agora a vez da Ilha de Cesária Évora, São Vicente.

Até 28 de outubro, o Centro Cultural do Mindelo acolhe o festival organizado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e a Biblioteca Nacional de Cabo Verde, com produção executiva da portuguesa Booktailors. Para sexta-feira está marcada para a Praça Zimbabwe a sessão de boas-vindas que irá juntar o escritor português Miguel Sousa Tavares e o poeta e Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, numa conversa que tem como temática “Regresso a Micadinaia”.

Ainda dia 27, o festival Morabeza contará no programa com duas conversas públicas que levam a Cabo Verde os escritores portugueses Júlio Magalhães e Francisco José Viegas. Outra das apostas deste festival é a formação na área editorial. Na sessão de duas horas na tarde de sexta-feira irá participar Duarte Azinheira, diretor da Unidade de Publicações da Imprensa Nacional Casa da Moeda que irá falar sobre o caso português e a “Edição de Serviço Público”.

No sábado, o destaque vai para a presença da escritora de língua espanhola Cármen Posadas. A autora uruguaia de nascença que vive em Madrid já foi apresentada pela Revista Newsweek como “uma das autoras latino-americanas mais relevantes da sua geração”. Com vários títulos traduzidos para português, Cármen Posadas venceu em 2008 o Prémio Planeta com a obras “Pequenas Infâmias”. Em Cabo Verde irá participar num debate com David Hopffer Almada, autor de poesia, romance e ensaio, e presidente da Academia Cabo-verdiana de Autores.

Outra presença internacional nesta segunda edição de Morabeza é o brasileiro Lázaro Ramos. O ator, realizador e apresentador nascido em Salvador da Bahia que já venceu mais de 40 prémios pelas suas atuações irá ser alvo de uma entrevista de vida conduzida por Tito Couto. Embaixador da UNICEF no Brasil desde 2009, Lázaro Ramos é também autor de livros infantis e romances.

Para o último dia de festival, a organização do Morabeza reserva a presença do Prémio Camões 2018, o escritor cabo verdiano Germano Almeida que encerrará esta segunda edição do evento. Antes, no domingo passarão ainda pelo Mindelo os escritores portugueses Filipa Melo e Júlio Magalhães em duas sessões em que participam de Cabo Verde, Fátima Bettencourt e Dina Salústio. As duas conversas serão moderadas por João Céu e Silva e Pedro Marques Lopes.

Paralelamente, o Morabeza, que decorre já desde o dia 19 de outubro, conta ainda com uma feira do livro, já teve várias sessões em escolas e na universidade, bem como ações de formação, apresentação de livros e projeção de filmes.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.