A+ / A-
Liga Europa

Peseiro queixa-se de expulsão e penálti perdoados ao Arsenal

25 out, 2018 - 20:17

"Podíamos estar a falar de outro resultado", atira o técnico do Sporting, após perder com o Arsenal. Peseiro fala em segunda parte melhor que a primeira, mas atribui mérito ao adversário.
A+ / A-

José Peseiro considera que o jogo entre Sporting e Arsenal podia ter tido um desfecho diferente, caso o árbitro Damir Skomina não tivesse perdoado uma expulsão e uma grande penalidade claros aos ingleses.

"Gicou vermelho por mostrar um cartão vermelho e um penálti por assinalar. Podia ser decisivo. Ficar contra dez com um Arsenal muito forte seria uma vantagem. Com penálti, também seria 1-0 e aí podíamos ter capacidade para suportar melhor a pressão do adversário. Acho que se fizéssemos o golo do penálti de Nani e com cartão vermelho [para Sokratis], podíamos estar aqui a falar de outro resultado", declarou o técnico leonino, em declarações à SIC Notícias, no final do jogo.

Peseiro também lamentou que o Sporting não tenha sido capaz de fazer uma segunda parte ao nível da primeira, mas atribuiu muito mérito ao Arsenal: "Excelente primeira parte que não conseguimos repetir na segunda, mais por mérito do adversário, que é muito bom. Tenho de estar contente com os jogadores. Grande primeira parte, segunda parte menos boa, contra uma grande equipa. Temos de dar valor ao adversário".

A pressão alta da primeira parte "deu muito resultado, mas isso paga-se caro". José Peseiro também lamentou que o Sporting não tenha conseguido marcar um golo, no primeiro tempo. "Faltou-nos o golo que queríamos. Eles tiveram duas situações isoladas, infelizmente sofremos aquele golo. Não fomos tão assertivos no remate à baliza", analisou.

Para os próximos três jogos, Peseiro deixou as ideias muito claras. "Nós queremos classificar-nos. Temos mais três jogos e vamos disputar esta classificação até final e queremos passar", garantiu o treinador.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.