A+ / A-

Salin: "O Sporting sofreu e as feridas ainda estão a sarar"

25 out, 2018 - 11:00

Guarda-redes francês espera um jogo complicado frente ao Arsenal e recordou a vitória emocionante conquistada nos últimos minutos frente ao Vorskla.
A+ / A-

Romain Salin, guarda-redes do Sporting, quer que o clube leonino recupere dos eventos ocorridos da temporada passada e antevê a partida frente ao Arsenal.

Em entrevista à UEFA, o guardião francês faz um balanço positivo do início de temporada dos leões:

"Passámos por momentos difíceis, é preciso não esquecer, por isso estou muito satisfeito com o nosso início de época. Neste momento, o meu objectivo todos os dias é dizer: 'O clube sofreu, as nossas feridas estão a sarar'. É difícil, claro. Poderá ser difícil avançar mas, acima de tudo, vamos mostrar que no Sporting todos vão trabalhar muito e dar tudo por este clube".

Salin falou sobre a vitória conquistada nos últimos instantes frente ao Vorskla Poltava e admite motivação acrescida para a receção ao Arsenal:

"Ficámos muitos contentes por viver aqueles momentos com dois golos marcados mesmo no fim do jogo. Fiquei satisfeito com o facto de não termos baixado a cabeça".

"Agora com o Arsenal a situação é um pouco diferente porque vamos defrontar uma das grandes equipas da Europa. A motivação vem naturalmente, não é preciso forçar nada. Sabemos que um jogo como este é especial. São jogos importantes no grande palco europeu e queremos estar o melhor possível", admitiu.

O guarda-redes francês acredita que a titularidade foi uma "continuação lógica de acontecimentos", e diz estar "emocionalmente preparado" para assumir a responsabilidade de substituir Rui Patrício na titularidade da baliza dos leões.

O Sporting recebe o Arsenal esta quinta-feira, às 17h55, em Alvalade, jogo a contar para a terceira jornada da fase de grupos da Liga Europa. A partida terá relato na Renascença e acompanhamento ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.