A+ / A-

Aeroporto do Montijo. Estudo de impacto ambiental arrasado

22 out, 2018 - 23:31

Comissão de avaliação diz que o estudo tinha falta de qualidade, era confuso e apresentava lacunas. Não estava sequer em condições de ter uma consulta pública.
A+ / A-

A comissão de avaliação arrasou o primeiro estudo de impacto ambiental para a construção do novo aeroporto do Montijo, afirmando que o trabalho da empresa “Profícuo”, a quem a avaliação foi encomendada, tinha falta de qualidade, era confuso e apresentava lacunas.

A notícia é dada por uma investigação da SIC que afirma que a construção do aeroporto na margem sul está assim em risco.

A comissão de avaliação considera que o documento não tinha sequer condições para uma consulta pública tal o número de desconformidades encontradas.

A SIC diz que o estudo é omisso nos impactos que os aviões têm sobre as aves e a sua mortalidade, sendo que aquele ponto do estuário do Tejo é um dos pontos mais importantes de paragem de aves de e para África.

Não há também dados no documento que permitam avaliar cos danos que as aves podem provocar nas aeronaves.

É reforçado que as conclusões nestas matérias não estão fundamentadas.

A 1 de outubro, o primeiro-ministro António Costa afirmava que faltava apenas a decisão do estudo de impacto ambiental para que a construção no Montijo se tornasse irreversível.

O estudo depois de chumbado a 24 de julho voltou à estaca zero, sendo que os pareceres técnicos usados anteriormente não podem ser usados no novo documento que já está a ser preparado.

Ao segundo estudo de impacto ambiental é exigido que aprofunde as matérias que ficaram apenas abordadas superficialmente no primeiro documento.

A ANA aceitou ser necessário desenvolver mais o estudo, reconhecendo a sua falta de qualidade. Prometeu, assim, uma versão mais completa e com mais ponderação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vitor
    22 out, 2018 Viseu 23:57
    Kkkkkkkkk este Kosta é mesmo um pantomineiro!! Pois, mais vale pagar a alguém que arrase o estudo de impacto ambiental do que ser o governo arrasado quando disser que não há dinheiro para o aeroporto! Será que nem assim esses inocentes, que votaram no PS, abrem os olhos!! O que é falta para perceberem, de uma vez por todas, que esse Kosta não passa de charlatão?? Ó Santa Inocência!!..