A+ / A-

Rui Patrício dispensado da seleção portuguesa para o particular com a Escócia

13 out, 2018 - 12:01

O dono da baliza da seleção e do Wolverhampton apresentou “queixas físicas” e, segundo fonte da FPF, foi excluído da convocatória “por precaução”.
A+ / A-

O guarda-redes Rui Patrício foi dispensado da seleção portuguesa de futebol, que joga domingo um particular na Escócia, disse à agência Lusa fonte oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O dono da baliza da seleção e do Wolverhampton apresentou “queixas físicas” e, segundo a mesma fonte, foi excluído da convocatória “por precaução”.

Rui Patrício junta-se a Pepe e Bernardo Silva, que tinham sido dispensados após o triunfo de quinta-feira na Polónia, por 3-2, para a Liga A da Liga das Nações, ficando em 22 o número de jogadores às ordens do selecionador Fernando Santos.

Para a baliza, o técnico luso poderá optar entre Beto e Cláudio Ramos, jogador do Tondela, que se pode estrear na seleção ‘AA’.

O encontro particular entre as seleções principais da Escócia e de Portugal realiza-se no domingo, pelas 17:00, no Hampden Park, em Glasgow.

Convocados:

- Guarda-redes: Beto (Goztepe, Tur) e Cláudio Ramos (Tondela).

- Defesas: Cédric Soares (Southampton, Ing), João Cancelo (Juventus, Ita), Kevin Rodrigues (Real Sociedad, Esp), Luís Neto (Zenit, Rus), Mário Rui (Nápoles, Ita), Pedro Mendes (Montpellier, Fra) e Rúben Dias (Benfica).

- Médios: Bruno Fernandes (Sporting), Danilo Pereira (FC Porto), Gedson Fernandes (Benfica), Pizzi (Benfica), Renato Sanches (Bayern, Ale), Rúben Neves (Wolverhampton, Ing), Sérgio Oliveira (FC Porto) e William Carvalho (Bétis, Esp).

- Avançados: André Silva (Sevilha, Esp), Bruma (RB Leipzig, Ale), Éder (Lokomotiv Moscovo, Rus), Rafa (Benfica) e Hélder Costa (Wolverhampton, Ing).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.