A+ / A-

PSG e Estrela Vermelha afastam-se de acusação de manipulação de resultado

12 out, 2018 - 19:43

Jornal francês "L'Équipe" avançou que um dirigente do clube sérvio terá apostado cinco milhões de euros na derrota por cinco golos de diferença da própria equipa, no jogo da Liga dos Campeões. O PSG venceu por 6-1.
A+ / A-

O Paris Saint-German e Estrela Vermelha desmentiram as acusações de manipulação de resultado no jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

A notícia avançada pelo "L'Équipe" daria conta de uma investigação da UEFA, na sucessão de queixa anónima, que dava conta que um dos diretores do clube sérvio teria apostado cinco milhões de euros, através de várias casas de apostas, na derrota da própria equipa, por cinco golos de diferença. O PSG venceu por 6-1 e o dirigente terá lucrado dezenas de milhões de euros com esse resultado.

Em comunicado, o Estrela Vermelha, principal visado na alegada investigação, desmentiu as acusações:

"O Estrela Vermelha rejeita as suspeitas relativas ao jogo e o envolvimento de alguémdo clube em atos contrários à honra". "O clube aguarda que se reponha a verdade o mais rapidamente possível", pode ler-se, em comunicado.

Já o PSG afastou-se de qualquer envolvimento numa alegada viciação de resultado: "O clube rejeita categoricamente qualquer envolvimento direto ou indireto nessas suspeitas. O Paris Saint-German está à disposição dos investigadores e não tolerará o menor dano à sua reputação ou à dos seus líderes".

O clube parisiense ameaça ainda avançar com "medidas legais" contra "quem difamar o clube".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.