A+ / A-

Mau tempo. Se vai viajar para a Madeira contacte a companhia aérea antes de embarcar

12 out, 2018 - 19:25

A Madeira está em alerta amarelo, devido à previsão de mau tempo para este sábado. Algumas companhias aéreas já cancelaram voos para o arquipélago.
A+ / A-

A ANA aconselhou os passageiros com voos a aterrar ou descolar na Madeira, a contactarem antecipadamente as companhias aéreas. A previsão de mau tempo para o arquipélago da Madeira motivou a TAP e outras companhias aéreas a cancelar os voos programados para sábado.

De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e a Atmosfera (IPMA), as ilhas da Madeira e Porto Santo vão sentir, a partir de sábado, os efeitos da passagem do furacão Leslie no arquipélago.

Devido a esta situação, a ANA recomenda que os passageiros se informem “sobre o estado do seu voo, antes de se dirigirem ao respetivo aeroporto”.

Segundo o IPMA, há entre 60 a 80% de probabilidade de as ilhas da Madeira e Porto Santo começarem a sofrer os efeitos do Leslie a partir das 07h00 de sábado em termos de agitação marítima, vento e precipitação.

“Nestas condições prevê-se, a partir da tarde do sábado, vento forte do quadrante sul com rajadas até 90 quilómetros por hora, sendo que, nas regiões montanhosas, o vento será forte a muito forte, com rajadas até 110 quilómetros por hora”, explicou o instituto.

De acordo com o IPMA, está ainda previsto um aumento da agitação marítima, bem como precipitação forte, acompanhada de trovoada.

A Protecção Civil desaconselha as pessoas se deslocarem-se para as serras, para junto da orla costeira ou linhas de água, alertando a população para a pluviosidade e para os ventos fortes.

O dispositivo de socorro na Região Autónoma da Madeira está em "alerta máximo".


Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.