A+ / A-

António Costa: "Ministro da Defesa apresentou demissão em termos que não podia recusar"

12 out, 2018 - 18:57

Primeiro-ministro agradece a António Costa e diz que aceitou o pedido de demissão "em respeito pela sua dignidade, honra e bom nome".
A+ / A-

O primeiro-ministro, António Costa, afirma que o ministro da Defesa, Azeredo Lopes, apresentou demissão "em termos que não podia recusar".

O chefe do Governo aceitou o pedido de demissão "em respeito pela dignidade, honra e bom nome" de Azeredo Lopes.

Outro argumento apresentado foi tendo em vista a "preservação da importância fundamental das Forças Armadas como traves-mestras da nossa soberania e identidade nacional no quadro de uma sociedade democrática moderna".

O primeiro-ministro agradece a Azeredo Lopes "a dedidação e empenho com que serviu o país no desempenho das suas funções".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.