A+ / A-

"O melhor do mundo cabe em qualquer seleção". Eis como encaixar Ronaldo neste novo Portugal

12 out, 2018 - 12:45

Leonel Pontes prevê que Fernando Santos regressará o 4-4-2, para devolver o capitão ao onze. O adjunto de Paulo Bento, quando este foi selecionador nacional, espera golos de CR7.
A+ / A-

Leonel Pontes tem a resposta para a questão do momento: perceber como encaixar Cristiano Ronaldo na seleção nacional, quando o capitão regressar, em 2019. O antigo adjunto de Paulo Bento, na equipa das "quinas", acha que Fernando Santos voltará a um desenho tático de 4-4-2 porque, quando voltar, o avançado da Juventus terá de jogar e marcar.

"Os melhores jogadores do mundo cabem em qualquer seleção. Ronaldo é o melhor jogador do mundo, portanto há de caber na nossa seleção, é o grande capitão de equipa. Só Fernando Santos o poderá dizer, mas em função daquilo que se vê e do que tem sido o trajeto recente, o Ronaldo irá jogar como ponta-de-lança e, aí, a opção poderá partir de jogar com um segundo ponta-de-lança, o André, ou jogar sem, com Ronaldo sozinho. É mais previsível que jogue acompanhado, porque tem sido um pouco a matriz da equipa, e retomará as suas funções normais como ponta-de-lança", sustenta Leonel Pontes, em entrevista a Bola Branca.

Ou seja, "o mais provável", para Leonel Pontes, é que, voltando Ronaldo, o selecionador tire um médio e dê um parceiro ao capitão, na frente.

"Do ponto de vista do rendimento, de aproveitar o trabalho da equipa para finalizar, Ronaldo sido um jogador extraordinário. É só ver os números no Real Madrid e agora começou na Juventus a marcar mais golos, aquilo que melhor sabe fazer. Se houver uma equipa como a portuguesa, que trabalha a bola muito bem, que tem uma relação de dinâmica entre os jogadores muito boa, claro que a seleção vai usufruir e o Ronaldo estará no sítio certo para poder marcar", insiste o técnico.

Bernardo e Pepe falham Escócia

Após a vitória na Polónia, por 3-2, Fernando Santos dispensou Pepe e Bernardo Silva para o particular de domingo, na Escócia.

Leonel Pontes considera que Fernando Santos teve uma boa tomada de decisão com a dispensa dos dois jogadores, numa lógica de gestão de esforço: "São dois jogadores que têm muita competição. Bernardo com muita competição no Manchester City, Pepe em função também da idade e de alguma gestão de esforço. Tem todo o sentido, num jogo particular, poder dar a oportunidade a outros jogadores e, no fundo, tirando ilações sobre novos jogadores, dando-lhes essa oportunidade de competir na seleção e podendo ser esses jogadores opções futuras".

Oportunidade para os centrais Luis Neto e Pedro Mendes, e para o extremo Hélder Costa, que se estreia em convocatórias. Bruma também estará disponível, após falhar o jogo com a Polónia por indisposição.

Portugal defronta a Croácia no domingo, às 17h00, em Hampden Park. Relato na Renascença e acompanhamento, ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 13 out, 2018 02:06
    tenho ca uma fe ! que o ratimbeu da eduçao vai se dar mal!
  • 13 out, 2018 02:04
    renato ! dizem que a presidente da camara de setubal "chama arruaceiros ao povo que se interessa pela serra da arrabida e pelas praias!
  • 13 out, 2018 01:49
    renato! por causa do mau tempo " acabei por descobrir que o pestana nao quer mexidas no mar em setubal!