A+ / A-

Benfica pediu dados pessoais de "bloggers" à Google

10 out, 2018 - 19:50

Em causa a publicação de informação confidencial referente aos vários casos judiciais em que o clube está envolvido, revela o jornal norte-americano "The New York Times".
A+ / A-

O Benfica pediu à Google dados pessoais de donos de blogues que publicaram ficheiros confidenciais afetos aos vários casos judiciais em que o clube está envolvido, revela o jornal "The New York Times".

A reportagem "New York Times" ("NYT") concentra-se no criador do blogue "O Artista do Dia", que recebeu um e-mail dos advogados da Google, a explicar que o Benfica tinha feito um requerimento à gigante norte-americana. Os encarnados queriam que lhes fossem entregues os dados pessoais do autor do blogue, que assinou mais de 13 artigos que continham informação confidencial do clube da Luz.

O autor de "O Artista do Dia" garante que descobriu a informação na Internet, em que foram divulgados vários documentos referentes ao Benfica, e que os publicou no seu blogue. A partir daí, as águias iniciaram a caça. "A minha identidade (e a de outros como eu) passou a ser importante para uma organização que devia ter outro tipo de coisas para se preocupar", escreveu o autor, no blogue, esta quarta-feira.

"O argumento de que estou envolvido 'num esquema concertado' é absolutamente falso", argumenta o autor, que sublinha que todos os artigos são de opinião "sobre temas relevantes que têm sido discutidos largamente pelo país fora", dos jornais aos cafés e às televisões. "Tal como fizeram os jornais e televisões e inúmeros blogues e contas de Twitter ou de Facebook, recorri a imagens de emails que eram do domínio público para sustentar as minhas opiniões e conclusões. Não fiz mais do que usufruir do meu direito de liberdade de expressão sobre questões de inequívoco interesse público", acrescenta.

Já em abril, o Benfica anunciou que tinha processado várias companhias tecnológicas, incluindo a Google, numa tentativa de os levar a fornecer ao clube informação confidencial que ajudaria a identificar os "bloggers".
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.