A+ / A-

Fernando Santos: "Polónia? Temos de estar a mais de 100% para ganhar"

10 out, 2018 - 16:01

Em dia de aniversário e na véspera de completar quatro anos na liderança da seleção, Fernando Santos diz querer "sempre mais" e deseja tentar "ser sempre melhor treinador".
A+ / A-

Fernando Santos, selecionador português, admite a dificuldade da partida frente à Polónia, em dia de aniversário para o técnico luso.

Em declarações em conferência de imprensa no Estádio Silesian, o selecionador fez a antevisão da partida:

"É um jogo tremendamente difícil e temos de estar ao nosso melhor nível. São duas equipas com ambições de vencer e temos de estar a mais de 100% para conseguir o nosso objetivo, que é vencer".

Questionado se Fernando Santos se estaria agora a focar mais em melhorar a tendência ofensiva da equipa, o selecionador recordou um feito: "Fomos campeões da europa e se só defendessemos não tinhamos sido. O meu objetivo é tornar esta equipa muito forte e temos de ser bons defensivamente e também ofensivamente".

O selecionador voltou a falar sobre a ausência de Cristiano Ronaldo: "O melhor do mundo é o melhor do mundo, mas ele não está e temos que nos centrar em quem está. Confio em absoluto neles".

Fernando Santos completa quatro anos na liderança da seleção e faz um rescaldo da carreira: "Nunca se está totalmente realiado profissionalmente. Acho que tive uma carreira interessante, mas quero sempre mais, e ser melhor treinador. É um marco importante, mas quando há uma conquista de um Europeu pelo meio, só posso estar feliz".

Na caminhada para o título europeu, a seleção nacional eliminou a Polónia nas grandes penalidades e Fernando Santos recuperou a memória sobre essa partida: "Lembro-me e acho que ganhámos bem. Se os polacos têm uma ideia diferente, tudo bem, mas eu acho que fomos justos vencedores".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.