A+ / A-

Benfica apresenta recursos por Lema e música de tourada

10 out, 2018 - 12:18

SAD recorre da multa de 765 euros relativa a música alusiva às touradas, e da suspensão de um jogo aplicada a Lema pela expulsão e adianta que o Tribunal da Relação de Lisboa anulou uma multa aplicada pelo IPDJ há três anos por mau comportamento dos adeptos do clube.
A+ / A-

A SAD do Benfica anunciou, esta quarta-feira, que vai recorrer da suspensão aplicada a Lema, depois da expulsão no clássico, e da multa pela difusão de música alusiva às touradas, e adiantou ainda que o Tribunal da Relação de Lisboa anulou uma multa aplicada pelo IPDJ há três anos por mau comportamento dos adeptos do clube.

Em nota publicada no site oficial da águias, o clube confirmou que vai "apresentar os competetentes recursos" junto do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol sobre os castigos aplicados a Lema e pela "difusão de uma música" no final da partida.

As águias foram multadas em 765 euros por reproduzir uma música associada às touradas no final do clássico.

"Depois do jogo ter terminado e quando as equipas regressavam aos balneários, foi difundida através da aparelhagem sonora do estádio um música do género Paso Doble (Estilo musical utilizado nas corridas de touros)", pode ler-se no relatório do Conselho de Disciplina.

Lema foi expulso no clássico frente ao FC Porto por acumulação de amarelos e foi suspenso por uma partida. O emblema encarnado acredita que o central argentino foi mal expulso e que o castigo deve ser revogado.

O Benfica confirmou ainda que o recurso apresentado no Tribunal da Relação de Lisboa em relação à sanção pecuniária aplicada pelo IPDJ pelo "comportamento dos adeptos obteve integral provimento", em relação a uma multa aplicada há três anos.

Segundo o entendimento do clube encarnado, este chumbo por parte do Tribunal da Relação de Lisboa anula o argumento da reincidência no mau comportamento dos adeptos invocado pelo IPDJ para atribuir o recente castigo de um jogo à porta fechada.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.