A+ / A-

Kim Jong Un convida Papa a visitar a Coreia Do Norte

09 out, 2018 - 08:01

O portador do convite vai ser o presidente da Coreia do Sul, que se desloca à Europa na próxima semana.
A+ / A-

O líder norte-coreano Kim Jong Un vai convidar o Papa Francisco a visitar o país, revelou a Casa Azul presidencial sul-coreana.

O portador do convite vai ser o presidente Moon Jae-in, que viaja na próxima semana para a Europa e tem um encontro agendado no Vaticano a 18 de outubro, escreve a agência Reuters.

"Quando se encontrar com o Papa Francisco, ele [Moon Jae-in] vai transmitir a mensagem do líder Kim de que dará as boas-vindas ao Papa se ele visitar Pyongyang”, disse o porta-voz sul-coreano numa conferência de imprensa. Lembrou ainda que durante a Cimeira entre as duas Coreias Kim disse a Moon que queria fazer um convite a Francisco, embora sem definir uma data.

Moon e Kim encontraram-se três vezes este ano, a última das quais em Pyongyang em setembro passado. O porta-voz acrescentou que durante o encontro com o Papa, o presidente sul-coreano vai tentar obter o apoio do Vaticano a favor da paz e da estabilidade na península coreana.

O Papa divulgou anteriormente mensagens de apoio ao diálogo entre as duas Coreias e à cimeira histórica realizada a 12 de junho, em Singapura entre o líder norte-coreano e o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Francisco visitou a Coreia do Sul em agosto de 2014 e já manifestou a intenção de visitar o Japão no próximo ano.

Este é o primeiro convite feito a um Papa por um líder norte-coreano desde 2000. Na altura, a proposta de reunião feita pelo pai de Kim Jong Un a João Paulo II não se chegou a concretizar.

A Constituição da Coreia do Norte garante a liberdade religiosa desde que esta não prejudique o Estado. Contudo, além de alguns locais de culto controlados pelo Estado, não é permitida nenhuma atividade religiosa aberta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • FERNANDO MACHADO
    09 out, 2018 PORTO 10:34
    TODA ESTA ABERTURA, DEVE-SE AO PRESIDENTE TRUMP. OS DETRACTORES CONTINUAM A INSULTAR .