A+ / A-

Hélder Costa e a seleção: "É um sonho realizado"

08 out, 2018 - 16:47

Médio do Wolverhampton promete "agarrar a oportunidade" na sua primeira chamada à seleção principal de Portugal.
A+ / A-

Hélder Costa, médio do Wolverhampton, mostrou-se orgulhoso pela primeira convocatória para a seleção principal e espera conseguir ajudar o resto do grupo.

Em conferência de imprensa na Cidade do Futebol, o médio admite que ajudar a equipa é o "principal objetivo": "Estou feliz de estar aqui pela primeira vez, é um sonho realizado. É o objetivo de qualquer um chegar à seleção A".

"Agora que cá estou quero ajudar a equipa. A maior parte das pessoas conhece as minhas características, vou trabalhar ao máximo para conseguir jogar, ajudar a equipa é o meu principal objetivo", prometeu.

Hélder desejou as "melhoras" a Gonçalo Guedes, que se lesionou no domingo e falha a convocatória, e admite que vai procurar "aproveitar a oportunidade".

O médio formado no Benfica destacou ainda a rápida integração no grupo: "Já tinha jogado com a maior parte dos meus colegas na formação. A integração está a ser muito boa e espero que continue assim".

Hélder Costa não conseguiu "dar o salto" para a equipa principal das águas em 2014 e optou por sair. Depois de passagens pelo Deportivo e Mónaco, o médio está em destaque no Wolverhampton desde 2016, primeiro no Championship, e hoje na Premier League.

"Sabemos que nem todos conseguem chegar à equipa principal, cada caso é um caso. Eu não consegui e fui fazer a minha vida fora. Estou feliz e está tudo a correr bem, espero que continue assim no futuro".

Sobre a Polónia, próximo adversário da seleção na Liga das Nações, Hélder Costa diz que se trata de um "jogo com grau de dificuldade elevado, mas queremos os três pontos e é por isso que vamos lutar".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.