A+ / A-

Papa afasta do sacerdócio padre chileno no centro do escândalo de abusos

28 set, 2018 - 15:38

A decisão foi tomada “para o bem da Igreja”, refere a Santa Sé. Fernando Karadima, de 88 anos, deixa o sacerdócio e fica reduzido ao estado de laical.
A+ / A-

O Papa Francisco afastou do sacerdócio o padre Fernando Karadima, que está no epicentro do escândalo de abusos sexuais no Chile. O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo Vaticano.

O decreto papal foi assinado na quinta-feira e a decisão foi tomada “para o bem da Igreja”, refere a Santa Sé, em comunicado.

Fernando Karadima, de 88 anos, deixa o sacerdócio e fica reduzido ao estado de laical.

Karadima, que foi notificado da decisão do Papa Francisco, esta sexta-feira, na residência para idosos em que vive, em Santiago do Chile, já tinha sido condenado em 2011, pela justiça canónica, a uma vida de reclusão e penitência pelos abusos sexuais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.