A+ / A-

China “sincera” na procura de melhorar relações com Roma

26 set, 2018 - 13:11

O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China diz que o seu país quer continuar a promover o entendimento e o diálogo construtivo com a Igreja Católica, no dia em que o Papa escreveu uma mensagem aos católicos chineses.
A+ / A-

A China está a ser sincera na sua procura de melhorar relações com Roma, diz o porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros chinês.

Falando em conferência de imprensa esta quarta-feira, dias depois de ter sido formalizado um acordo entre a China e o Vaticano para a nomeação dos bispos e no mesmo dia em que Francisco escreveu uma longa carta aos católicos daquele país, Geng Shuang garantiu a sinceridade das intenções de Pequim.

“A China continua disposta a ir ao encontro do Vaticano e a manter um diálogo construtivo, aumentando a compreensão e edificando a confiança mútua, para continuar a melhorar as relações”, disse, sem entrar em mais detalhes.

Segundo o acordo, a China aceitará que seja o Papa a nomear os bispos católicos para aquele país, algo que até então considerava uma ingerência inaceitável nos seus assuntos internos. De acordo com Francisco, os nomes dos candidatos serão propostos pelas autoridades, em conjunto com as comunidades locais, com o Papa a ter a decisão final.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.