Tempo
|
A+ / A-

Brexit. Demite-se o ministro britânico responsável pelas negociações com a UE

09 jul, 2018 - 07:04

David Davis sai dois dias após o governo de Theresa May ter aprovado um plano para manter laços económicos estreitos com a União Europeia.

A+ / A-

O ministro britânico responsável pelo Brexit demitiu-se na noite de domingo. David Davis sai em rutura com a primeira-ministra Theresa May.

Também o secretário de Estado do Brexit, Steve Baker anunciou a sua demissão.

David Davis já tinha ameaçado demitir-se várias vezes, devido às divergências sobre o processo de saída da União Europeia. Era o responsável por liderar as negociações com Bruxelas sobre os termos do divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia e as futuras relações entre ambos.

Davis sai dois dias depois do governo de Theresa May ter aprovado um plano para manter laços económicos estreitos com a União Europeia (UE). Na carta de demissão, o ex-ministro escreve que “a tendência atual de políticas e táticas” está a tornar “menos provável” que o Reino Unido deixe a união alfandegária e o mercado único.

A demissão foi elogiada por ativistas do Brexit no Partido Conservador, que acham que o plano de manter lanços comerciais com a UE traí a vontade de rutura com o bloco europeu.

A renúncia de Davis deixa Theresa May com a difícil tarefa de encontrar um substituo que agrade à fação pró-Brexit do Partido Conservador e que, ao mesmo tempo, terá que negociar um plano que indignou grande parte dessa nação.

A nove meses da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e a pouco mais de três meses do anúncio de um acordo com a União Europeia, Theresa May tem estado sob intensa pressão. Os conservadores estão profundamente divididos sobre o tipo de Brexit que o Reino Unido deve seguir, o que torna difícil a aprovação de qualquer lei sobre a saída do espaço europeu.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+