A+ / A-

Fundação Fé e Cooperação propõe debate para "garantir mundo mais justo e sustentável"

29 jun, 2018 - 09:31 • com agência Ecclesia

"Segurança e Desenvolvimento”; “Soberania Alimentar e Desenvolvimento”; “Migrações e Desenvolvimento”; “Alterações Climáticas e Desenvolvimento”, são alguns dos temas em discussão.

A+ / A-

A FEC (Fundação Fé e Cooperação) e o Instituto Marquês de Valle Flôr promovem esta sexta-feira o seminário «Reflexão e Ação para o Desenvolvimento Global», entre as 9h30 e as 18h00, na Fundação Cidade de Lisboa.

Esta atividade responde à necessidade de uma abordagem integrada dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), “transversal às áreas consideradas prioritárias pela União Europeia – migrações, alterações climáticas, segurança e soberania alimentar – e é dirigido tanto a cidadãos não especialistas como a profissionais destas áreas”, lê-se numa nota da organização enviada à Agência Ecclesia.

A iniciativa tem como objetivo “consciencializar a sociedade civil do seu papel na promoção da coerência das políticas para o desenvolvimento e despertar o sistema político para esta obrigação legislativa”, refere.

“Garantir um mundo mais justo, mais digno e sustentável é mais do que nunca uma exigência da comunidade internacional e nacional”, frisa o comunicado

“Porque necessitamos de garantir processos de Desenvolvimento coerentes, transformadores e mobilizadores?”; “Segurança e Desenvolvimento”; “Soberania Alimentar e Desenvolvimento”; “Migrações e Desenvolvimento”; “Alterações Climáticas e Desenvolvimento” e “Qual a importância do Desenvolvimento Global na construção de um mundo mais justo, mais inclusivo, mais digno e mais sustentável” são temas de painéis desenvolvidos por vários oradores.

Entre os participantes nesta iniciativa estão a diretora de informação da Renascença, Graça Franco, Alfredo Sendim, gestor da Herdade do Freixo do Meio e do Movimento Pessoas pelo Clima, Pedro Calado, Alto Comissário para as MIgrações, e Jorge Moreira da Silva, diretor da Cooperação para o Desenvolvimento, entre outros.

O seminário acontece no âmbito do projeto coerência.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.