Tempo
|
A+ / A-

Novo cardeal exorta Portugal a “prestar mais atenção aos mais esquecidos”

29 jun, 2018 - 02:28 • Aura Miguel Renascença/Ecclesia

D. António Marto foi homenageado por dezenas de pessoas na embaixada portuguesa junto da Santa Sé.

A+ / A-

D. António Marto foi homenageado num jantar na embaixada portuguesa junto da Santa Sé depois da cerimónia, esta quinta-feira, da imposição do barrete cardinalício. Um país com quatro cardeais só pode ser uma nação que dá grandes frutos, disse o embaixador António Almeida Lima.

D. António Marto sublinhou a relevância deste acontecimento para Portugal, o grande significado para a Igreja e para todo o povo português e sobretudo agradeceu esta escolha do Papa, que é “reveladora de um carinho pelo nosso povo”.

Reveladora também – acrescentou o novo cardeal – do apreço que Francisco tem pela nação portuguesa, que é agora chamada a “prestar mais atenção aos mais esquecidos, aos fracos” e a todos os diocesanos de Leiria-Fátima até porque “não existe Portugal sem Fátima”.

Presente no jantar esteve também o padre Tolentino de Mendonça, cuja ordenação já está marcada: será no Mosteiro dos Jerónimos no dia 28 de julho.

“O cardinalato foi uma carícia de Nossa Senhora para ti”, disse o Papa ao novo cardeal
“O cardinalato foi uma carícia de Nossa Senhora para ti”, disse o Papa ao novo cardeal
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+