Tempo
|
A+ / A-

Itália autoriza cargueiro com 108 migrantes a atracar

26 jun, 2018 - 08:06

Foram três dias de espera. No mar continuam mais de 200 migrantes no navio “Lifeline”.

A+ / A-

Veja também:


O cargueiro dinamarquês “Alexander Maersk”, com 108 migrantes resgatados na sexta-feira ao largo da Líbia, encontrou finalmente um porto de abrigo. Foi autorizado a atracar em Pozzalo, no Sul de Itália.

Segundo a agência France Press, o navio começou a entrar no porto pouco depois das 23h00 (22h00 de Lisboa), ajudado por um rebocador.

O “Alexander Maersk” mudou de rota na sexta-feira de manhã para socorrer 113 pessoas ao largo da Líbia e a dinamarquesa ministra para a Imigração e Integração, Inger Stjøberg, tinha divulgado a sua intenção de escrever ao ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, para lhe solicitar que agisse de forma a que os migrantes não continuassem no barco.

No Mediterrâneo continuam mais de 200 migrantes a tentar chegar a terra firme a bordo do navio “Lifeline”, que Itália e Malta continuam a recusar receber.

Matteo Salvini, que também é vice-primeiro-ministro italiano e chefe do partido de extrema-direita Liga, já reafirmou que não aceitaria mais navios humanitários das organizações não-governamentais que socorrem os migrantes ao largo da Líbia a entrarem nos portos italianos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.