A+ / A-

Quem é D. António Marto, o novo cardeal português?

20 mai, 2018 - 11:58

O Bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, vai ser nomeado cardeal pelo Papa no próximo consistório, a 29 de junho.
A+ / A-
Bispo de Fátima. “Sou convertido a Fátima. Eu era um céptico”
Bispo de Fátima. “Sou convertido a Fátima. Eu era um céptico”

D. António Marto nasceu a 5 de Maio de 1947, em Tronco, concelho de Chaves, e estudou nos seminários de Vila Real e do Porto, sendo ordenado padre em Roma, em 1971, como presbítero da Diocese de Vila Real.

Estudou Teologia Sistemática na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma (de 1970 a 1977), onde fez o doutoramento, com a tese "Esperança cristã e futuro do homem. Doutrina escatológica do Concílio Vaticano II".

Desde 1977 até 2000, trabalhou na formação de candidatos ao sacerdócio no Seminário Maior do Porto, como formador e prefeito de estudos.

Foi professor de diversas áreas da teologia no Instituto de Ciências Humanas e Teológicas (Porto), no Centro de Cultura Católica (Porto), na Faculdade de Teologia e na Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa (Porto), tendo integrado diversas comissões, tanto ao nível científico como directivo. Foi também director-adjunto da mesma Faculdade de Teologia. É membro da Sociedade Científica da Universidade Católica.

A 10 de setembro de 2000 foi nomeado bispo, tendo escolhido o seguinte lema episcopal: "Servidores da vossa alegria".

Ocidente está entre um "montão de ruínas" e o "mundo num jardim"
D. António Marto em entrevista à Renascença, no Ano da Misericórdia: Ocidente está entre um "montão de ruínas" e o "mundo num jardim"

Foi bispo auxiliar de Braga de 2001 a 2004 e bispo de Viseu desde então até 22 de Abril de 2006, quando foi nomeado bispo de Leiria-Fátima. Entrou nesta diocese a 25 de Junho de 2006.

António Marto é autor de diversos artigos na área da teologia. Em colaboração com D. Manuel Pelino, escreveu "Catequese para o Povo de Deus", obra em dois volumes, para a formação cristã de adultos.

Como bispo, publicou: Eucaristia e Beleza de Deus (2005), Fátima e a Modernidade (2006), Descobrir a beleza e a alegria da vocação cristã (2006), A beleza do rosto trinitário de Deus na mensagem de Fátima (2007),Testemunhas da Ternura de Deus (2007), Ir ao coração da Fé (2008), Um Novo Olhar Pastoral: Paróquia, Vigararia e Missão do Vigário (2008), Critérios evangélicos e pastorais para a liderança e para a gestão de pessoas e administração dos bens ao serviço da Igreja "Comunhão e Missão" (2008), Ir ao coração da Igreja (2009), Chamados à Caridade (2010), Testemunhas de Cristo no Mundo (2011), O Tesouro da Fé, Dom para Todos (2012), A beleza e a alegria de viver em família (2013), Ministério Episcopal e Cúria Diocesana (2013), Profetas e semeadores de esperança (2014) e Maria, Mãe da Ternura e de Misericórdia (2015).

Dados biográficos: Diocese de Leiria-Fátima

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria Emília Santos
    30 jun, 2018 Corroios 22:10
    Não sabemos quais são os critérios do papa Francisco, para eleger os seus cardeais, mas certamente que procura pessoas que estejam de acordo com as suas características! Por vezes o Papa parece-nos ir um tanto ou quanto longe demais! Mas quem sou eu para avaliar as decisões do responsável máximo da Igreja Católica? Devo acreditar que o que o Papa liga na terra, Deus liga no céu e o contrário também. Há documentos publicados pelo D. António Marto, bastante avançados! Também muitíssima gente reclama a presença de um exorcista no Santuário, para atender as imensas pessoas com graves problemas que lá acorrem, e não é dada qualquer atenção a esse assunto! Há 20 anos que a Canção Nova está a evangelizar o nosso país, e não há dúvida nenhuma que foi essa comunidade 100% católica que difundiu Fátima, que a levou a todas as partes do mundo, que insistiu e nos ensinou a não ter vergonha de rezar o terço, a transmitir as peregrinações aniversárias, a tornar-se companhia do povo, em todas as circunstancias, etc,etc,etc...Com ela nós, os portugueses e muitos outros, aprendemos catequese, com a escola da Fé, dada pelo extraordinário professor Felipe Aquino, e neste momento aprendemos a conhecer as alianças de Portugal com Santa Maria, com a verdadeira humildade e conhecimentos de Dom Francisco e o padre que o acompanha, que neste momento não recordo o nome, mas não perco um programa. Restou esse, porque de resto....! Que grande dívida de gratidão, tem o Santuário de Fát. para com a C. Nova