Tempo
|
A+ / A-

Sporting

Bruno de Carvalho suspende Jorge Jesus e equipa técnica

14 mai, 2018 - 19:52

Jesus alvo, ainda, de processo disciplinar? Capitães estarão solidários com o treinador e, algumas fontes, dão conta que desta forma também não se apresentarão no Jamor, para a final da Taça de Portugal, no próximo domingo. Luís Martins, da extinta equipa B, deverá orientar os leões diante do D. Aves.

A+ / A-

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, suspendeu a equipa técnica liderada por Jorge Jesus, avançaram esta segunda-feira ao final da tarde vários órgãos de comunicação social. Horas mais tarde, o líder máximo leonino desmentiu tudo.

A notícia da suspensão foi conhecida após uma reunião, inesperada, entre o presidente e o treinador que teve lugar esta segunda-feira à tarde, no Estádio José de Alvalade. O encontro foi convocado pelo presidente verde e branco e juntou ainda jogadores, responsáveis clinicos e outros dirigentes da SAD. Só Nélson Pereira, treinador de guarda-redes, não terá estado presente.

Jaime Marta Soares, presidente da Assembleia Geral, também se deslocou a Alvalade.

A reunião acontece um dia depois da derrota (2-1) dos leões com o Marítimo, no Funchal, que atirou o Sporting para o terceiro lugar do campeonato e fora da Liga dos Campeões da próxima temporada.

O Sporting ainda tem para disputar a final da Taça de Portugal, frente ao Desportivo das Aves, no próximo domingo (17h15).

De acordo com as primeiras notícias, os capitães de equipa estão solidários com o técnico, o que faz com que também não estejam dispostos a jogar a final da Taça em caso de suspensão de Jesus.

A reunião com treinador e jogadores já terminou em Alvalade. Ontem, recorde-se, à chegada da equipa a Lisboa, Rui Patrício foi protegido por seguranças e jogadores do plantel.

Por outro lado, correu a informação de que será Luís Martins, treinador da extinta equipa B, seria o responsável técnico no Jamor. A acompanhá-lo estará Nélson Pereira, actual treinador de guarda-redes e ex-guardião sportinguista.

A confusão desta segunda-feira é mais um episódio da crise em Alvalade entre presidente, jogadores e treinador, depois das críticas do líder leonino à derrota em Madrid ou da Assembleia Geral Extraordinária que legitimou a direcção.

[notícia atualizada às 21h09 - com o desmentido de Bruno de Carvalho]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Isidro
    14 mai, 2018 Lisboa 20:13
    Internem o homem, por favor! Então ele toma uma atitude destas em vésperas duma final em que o clube é o grande favorito? Não duvido que ele "viva" o Sporting, mas não é assim que se gere um clube. Ele esquece-se que para haver jogo, são precisos dois clubes e há três resultados possíveis. Quer correr com o treinador, pois que corra, mas DEPOIS do final da taça. Com estas atitudes, não sei se ele vai conseguir um treinador à altura do clube, nem se vai conseguir contratar jogadores capazes, pois ninguém quer conviver com loucos.

Destaques V+