Tempo
|
A+ / A-

Responsável das Comunicações do Vaticano demite-se após polémica com carta de Bento XVI

21 mar, 2018 - 11:23

Monsenhor Dario Viganò revelou uma carta do Papa a elogiar uma obra de teologia, mas manipulou a imagem e ocultou outras passagens muito críticas da mesma.

A+ / A-

O prefeito do Secretariado das Comunicações da Santa Sé, monsenhor Dario Viganò, demitiu-se esta quarta-feira de manhã, depois de ter protagonizado uma polémica envolvendo uma carta de Bento XVI.

A carta foi-lhe dirigida em agradecimento por uma obra de 11 volumes sobre a teologia do Papa Francisco e o Secretariado revelou uma fotografia da mesma em que se lia um parágrafo que elogiava a iniciativa, por rebater os “preconceitos tontos” de quem afirma que Francisco não tem formação teológica e por mostrar a “continuidade interna” entre os pontificados de Francisco e Bento XVI.

Mas no fundo da mesma página que aparecia na fotografia, havia duas linhas ilegíveis que, depois de questionado pela imprensa, o Secretariado admitiu ter ofuscado digitalmente. Nessas linhas o Papa emérito admitia que não tinha lido a obra, por falta de tempo e por incapacidade física.

O mais grave, porém, estaria ainda por vir e passados alguns dias a Santa Sé acabou por revelar a carta toda, em que Bento XVI lamenta que um dos autores convidados para participar na coletânea de obras seja um teólogo alemão, Peter Hunermann, que foi muito crítico do seu próprio pontificado.

O caso causou bastante embaraço à Santa Sé, ao ponto de Viganò ter apresentado a sua demissão ao Papa, que foi entretanto aceite.

Viganò permanecerá ligado ao Secretariado, pelo menos enquanto se espera a nomeação de um substituto.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+