Tempo
|
A+ / A-

Papa visita a Suíça em junho

28 fev, 2018 - 15:22

O último Papa a fazer uma viagem pastoral à terra de onde vêm todos os membros da sua guarda pessoal foi João Paulo II em 1984.

A+ / A-

O Papa Francisco vai visitar a Suíça em junho.

A visita ainda não foi confirmada oficialmente pela Santa Sé, mas o Governo Federal Suíço já informou a imprensa local que o convite que foi endereçado a Francisco foi aceite.

O Papa será recebido em Genebra pelo presidente da Suíça, Alain Berset, e por uma delegação oficial.

Mas uma das principais motivações do Papa poderá mesmo ser a participação numa iniciativa pela paz na Síria, que está a ser promovida pelo Conselho Mundial das Igrejas, que tem sede naquela cidade.

O Conselho Mundial das Igrejas foi fundada em 1948 e 348 membros, entre diversas igrejas protestantes e ortodoxas, mas a Igreja Católica, a maior confissão cristã do mundo, não é membro efetivo, embora se faça representar nas reuniões do organismo através de observadores.

De acordo com dados demográficos da Suíça, 38,2% dos cidadãos daquele país são católicos, enquanto 26,9% são protestantes.

A Igreja Católica tem uma antiga e importante ligação à Suíça, revelada pelo facto de ainda hoje a guarda pessoal do Papa ser constituída exclusivamente por militares suíços, a famosa Guarda Suíça.

Mas o último Papa a visitar aquele país foi João Paulo II em 1984, numa viagem pastoral de seis dias.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+