Tempo
|
A+ / A-

Um ano a celebrar 100 anos da restauração da diocese de Leiria

17 jan, 2018 - 08:03 • Teresa Paula Costa

As celebrações começam já no próximo sábado, com um concerto.

A+ / A-

Esta quarta-feira, dia 17, passam 100 anos da restauração da diocese de Leiria. Para assinalar a data, foi elaborado um cartaz de eventos para realizar ao longo de todo o ano.

A diocese de Leiria foi criada a 22 de Maio de 1545 pelo Papa Paulo II, a pedido do rei D. João III, mas viria a ser extinta por motivos políticos, em 1882. Contudo, a população não se conformou com tal decisão.

Luís Ferraz, o subdirector do quinzenário “Presente”, conta que “os leirienses lutaram sempre muito pela restauração ou recriação do bispado”.

Tal veio a acontecer “com uma bula do Papa Bento XV, que restaura a diocese e repõe o título de Catedral à Igreja de Nossa Senhora da Assunção de Leiria”, trazendo assim “essa grande alegria aos leirienses no documento com data de 17 de Janeiro de 1918”.

D. José Alves Correia da Silva torna-se o primeiro bispo da diocese restaurada. Em 1984, a então diocese de Leiria passa a chamar-se diocese de Leiria-Fátima, o que, na opinião do investigador, foi factor de enriquecimento religioso.

“A nossa Catedral está sedeada em Leiria e, portanto, Leiria é a sede desta diocese”, afirma Luís Ferraz. “Fátima vem, no entanto, “acrescentar-lhe algo mais na sua identidade até como uma diocese iminentemente mariana”.

A restauração da diocese será assinalada no próximo fim-de-semana, dias 20 e 21, com um concerto pela Banda Sinfónica da Associação de Bandas do concelho de Leiria, no sábado às 21h00, na Sé.

No domingo, ali será celebrada a missa solene de acção de graças, às 16h00.

As celebrações prosseguem, no entanto, ao longo do ano, com destaque para a realização de um congresso histórico, a 18 e 19 de Maio; para a Festa da Fé, de 15 a 17 de Junho, e um congresso teológico-pastoral, a 5 e 6 de Outubro.

[Notícia corrigida às 14h06 de 17/01/2018]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+