Tempo
|

UGT espera para ver se acordo da concertação social é cumprido

23 abr, 2012

Líder sindical João Proença esteve reunido com o primeiro-ministro, que prometeu calendarizar algumas medidas.

UGT espera para ver se acordo da concertação social é cumprido

O secretário-geral da UGT espera para ver se o acordo de concertação social para a competitividade e emprego vai ou não ser cumprido, depois de o primeiro-ministro ter prometido apresentar um “calendário para a concretização de algumas medidas”.

João Proença, que na semana passada ameaçou “rasgar” o acordo, esteve reunido esta segunda-feira, durante três horas, com Pedro Passos Coelho.

“Houve o compromisso claro do primeiro-ministro de apresentar, até à próxima sexta-feira, algum calendário e alguns compromissos claros em termos de compromisso do acordo, com prioridade clara na área da política de emprego, da negociação colectiva, mas também envolvendo o crescimento económico”, afirmou o líder sindical, em conferência de imprensa.

A UGT espera para ver se o acordo celebrado entre Governo, patrões e a UGT vai ser ou não cumprido: "Lembramos que o acordo foi assinado há mais de três meses e, sem ser as matérias de âmbito laboral, há uma única medida de política de emprego e algumas pequenas medidas na área da política económica foram assumidas sem diálogo social”, sublinha João Proença.

O líder sindical mantém a ameaça de "rasgar" o acordo e avisa que o documento "só vale a pena, para a UGT e para o país, se for cumprido na sua globalidade, portanto, é fundamental que o Governo o assuma por inteiro".

[notícia actualizada às 23h10]