“Um coração aberto ou fechado a Deus?”

30 mar, 2014 • Filipe d’Avillez

No final do Ângelus, Francisco saudou como é habitual os peregrinos presentes, entre os quais se encontrava um grupo de emigrantes portugueses em Londres.  
“Um coração aberto ou fechado a Deus?”
“Um coração aberto ou fechado a Deus?”
Durante a reflexão que antecede a oração do Angelus, o Papa Francisco convidou os cristãos a reflectirem sobre a sua atitude em relação a Deus e ao próximo, e acrescentou que Deus está sempre pronto para perdoar.
O Papa Francisco desafiou esta manhã os católicos a olharem para os seus corações para perceber se estes são abertos ou fechados a Deus e ao próximo.

A pergunta foi feita esta manhã pelo Papa aos milhares de fiéis que lotaram a praça de São Pedro para a oração do Ângelus.

Durante a reflexão que antecede esta oração, o Papa Francisco disse ainda que os homens não devem ter medo, pois Deus está sempre à espera para os perdoar.

"Perguntemo-nos, como é o nosso coração? Tenho um coração aberto ou fechado? Aberto ou fechado a Deus? Aberto ou fechado ao próximo? Temos sempre em nós alguma cegueira, fruto do pecado. Não tenhamos medo! Não tenhamos medo! Abramo-nos à luz do Senhor. Ele espera-te sempre, espera-te sempre. Para te ajudar a ver melhor, para te dar mais luz, para te perdoar. Não esqueçam isto. Ele espera-te sempre", declarou o Papa.

No final do Ângelus, Francisco saudou como é habitual os peregrinos presentes, entre os quais se encontrava um grupo de emigrantes portugueses em Londres.