Tempo
|

Ministro diz que portugueses estão a tomar medicamentos a mais

26 mar, 2014

Deputada socialista diz que de nada servem os medicamentos baratos se não existem nas farmácias. Paulo Macedo responde que o consumo excessivo de fármacos pode dar origem a um problema de saúde pública.

Ministro diz que portugueses estão a tomar medicamentos a mais
O ministro da Saúde diz que os portugueses estão a consumir medicamentos em excesso. Paulo Macedo baseia-se nos números que evidenciam um aumento de embalagens compradas entre 2013 e 2012: mais sete milhões. "Isto é que não é normal e é preocupante em termos de saúde pública. Daqui a algum tempo, vamos estar aqui a discutir este problema de saúde pública que é o de as pessoas consumirem medicamentos a mais", afirmou esta quarta-feira, na Comissão Parlamentar de Saúde.
O ministro da Saúde conclui que os portugueses estão a consumir medicamentos em excesso. Paulo Macedo baseia-se nos números que evidenciam um aumento de embalagens compradas entre 2013 e 2012: mais sete milhões.

"Isto é que não é normal e é preocupante em termos de saúde pública. Daqui a algum tempo, vamos estar aqui a discutir este problema de saúde pública que é o de as pessoas consumirem medicamentos a mais", afirmou esta quarta-feira, exemplificando com o caso dos antibióticos.

Paulo Macedo respondia, na comissão parlamentar de saúde sobre política do medicamento, às críticas da deputada socialista Luísa Salgueiro, para quem de pouco serve a baixa de preços nos medicamentos se não estiverem disponíveis nas farmácias.

Na opinião do ministro, só quem tem interesses no sector pode afirmar que não há medicamentos, uma vez que os portugueses compram 20 milhões de fármacos por mês.

Paulo Macedo reforçou ainda que já se tinha registado um aumento na aquisição de medicamentos entre 2011 e 2012.