|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

Nova biografia culpa Américo Thomaz por fracasso de Caetano

26 nov, 2012 • Maria João Costa

Marcelo Rebelo de Sousa escreveu o prefácio de uma obra que aborda o pensamento de Marcelo Caetano pela perspectiva do que deixou escrito.  

Uma nova biografia de Marcelo Caetano chegou hoje ao mercado.

A obra é da autoria de José Castilho, que analisa a vida de Caetano com base nos seus escritos, e foi apresentada por Marcelo Rebelo de Sousa, que prefacia o livro.

Marcelo Rebelo de Sousa considera a obra original e reveladora de um dado novo sobre o papel de Américo Thomaz: “A meu ver, a coisa mais inédita, mais original da biografia é o seguinte: quando olha para o fracasso do Governo de Marcello Caetano antes do 25 de Abril, chega à conclusão que a responsabilidade principal não é dele, é de Américo Thomaz.”

“Américo Thomaz tinha a faca e o queijo na mão. Marcello Caetano pediu a demissão várias vezes, sentiu que não era capaz, e Américo Thomaz podendo decidir nunca quis assumir essa responsabilidade”, argumentou. 

Marcelo Rebelo de Sousa considera que esta obra faz uma abordagem pouco comum, ao focar-se exclusivamente nos escritos do biografado, algo que só é possível tratande-se de figuras como Caetano, que eram dadas à escrita: “É uma biografia muito curiosa porque se trata de alguém que é de esquerda, que tem uma formação muito rigorosa do ponto de vista científico e que olha para Marcello Caetano de uma perspectiva muito diferente do que foi escrito até agora. Pega no que escreveu e, depois, vai comparando o que escreveu ao longo da vida. É sobre o pensamento tal como foi escrito, o que é possível para Caetano, porque escreveu muito.”

O livro "Marcelo Caetano -- uma biografia política", de José Manuel Tavares Castilho foi editado pela Almedina.