Tempo
|

Roberto Carneiro recebe "Árvore da Vida"

14 jun, 2013

“Paixão, sabedoria e exemplaridade” com que o antigo ministro tem apostado “na pessoa humana” são os principais fundamentos do júri para a atribuição do prémio.

O prémio "Árvore da Vida - padre Manuel Antunes", galardão anual do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura que é patrocinado e apoiado pela Renascença, foi este ano atribuído ao antigo ministro da Educação Roberto Carneiro, pela sua dedicação à pessoa humana.

O júri decidiu, nesta 9ª edição, distinguir o percurso de Roberto Carneiro enquanto professor, investigador e político.

O anúncio foi feito esta sexta-feira e o prémio vai ser entregue daqui a uma semana, em Fátima, durante as Jornadas da Pastoral da Cultura.

“A personalidade do engenheiro Roberto Carneiro testemunha a aposta inequívoca a fazer na pessoa humana, a começar pela educação, base de todo o desenvolvimento verdadeiro e de qualquer cidadania que se pretenda assumida e activa”, lê-se na declaração do júri do prémio.

“De modo algum, as dificuldades e indefinições da conjuntura actual podem comprometer o investimento no campo da educação. Roberto Carneiro tem dedicado a esta causa a sua vida, entregando-se a ela com paixão, sabedoria e exemplaridade”, acrescenta o documento.

Receberam o prémio, em edições anteriores, o poeta Fernando Echevarria, o cientista Luís Archer, o cineasta Manoel de Oliveira, a professora de Estudos Clássicos Maria Helena da Rocha Pereira e o político e intelectual Adriano Moreira, entre outros.