Tempo
|

Exposição solidária ajuda Convento dos Cardaes

11 jun, 2013

Carlos Medeiros considera importante para um artista ir mantendo este tipo de colaborações. Cerca de um terço das receitas revertem para o Convento, que acolhe 38 mulheres cegas e com deficiência.

Na mais recente iniciativa para ajudar o Convento dos Cardaes, em Lisboa, uma exposição de fotografias que vai reverter para a instituição onde vivem 38 jovens e mulheres cegas e com deficiência.

Para o autor, Carlos Medeiros, será a sua primeira exposição com fins solidários: “Este caso é especial, porque é um Convento que tem a sua missão de ajudar pessoas. É a primeira vez que acontece”, explica o artista.

Carlos Medeiros considera importante para um artista ir mantendo este tipo de colaborações: “Acaba por ser uma ajuda mútua. Eu faço uma exposição num Convento que acho que é uma preciosidade no centro de Lisboa, e por outro lado o próprio Convento beneficia um bocado porque pode auferir algum dinheiro para a missão que prossegue”.

A exposição abre ao público esta terça-feira. Carlos Medeiros, fala do tema que escolheu para esta mostra: “Esta exposição é a única exposição que eu tenho que é a cores, a que chamei ‘Paixão’. Trabalho muito com a luz, neste caso também com a cor. São 24 fotografias. Eu procuro fotografar a paixão já na ausência, e para mim cada fotografia é um pouco a memória de quem terá vivido aquela situação, eventualmente um pouco o confronto entre o que é paixão carnal e a paixão mística, por isso é que até há a oportunidade de se fazer esta exposição no Convento de Nossa Senhora dos Cardaes”.

Cerca de um terço das receitas da exposição de fotografia, que pode ser visitada até ao final do mês, vão reverter para o Convento dos Cardaes. No próximo dia 23 terá lugar mais um jantar solidário para ajudar o Convento e a Associação de Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos.