Tempo
|

Cardeal Arcebispo de Edimburgo resigna

25 fev, 2013

Keith O'Brien já confirmou que não vai marcar presença no Conclave. A Grã-Bretanha fica sem qualquer representante para eleger o próximo Papa.

O Santo Padre aceitou esta manhã a resignação do Cardeal Arcebispo de Edimburgo e St. Andrews, na Escócia.

A resignação de Keith O’Brien surge no dia depois de terem sido feitas alegações de conduta imprópria por parte do Cardeal. Três padres escoceses e um antigo padre, entretanto casado, queixaram-se nos últimos dias ao Vaticano, alegando que o arcebispo lhes fez abordagens sexuais há vários anos.

O quarto queixoso chegou mesmo a dizer que foi por essa razão que abandonou o sacerdócio, tendo casado posteriormente.

O’Brien nega as acusações e já pediu conselhos jurídicos, mas optou por pedir ao Papa o fim prematuro do seu mandato. O Cardeal tem actualmente 74 anos.

A resignação de O’Brien não é impeditiva, por si, de participação no Conclave, mas o Cardeal já disse que não irá para Roma participar na eleição do próximo Papa. A Grã-Bretanha fica assim sem qualquer representante neste Conclave.

Existem 117 cardeais com idade para poder participar no Conclave. Contudo, um, da Indonésia, já confirmou que não vai estar presente, por doença e é natural que outro, do Egipto, também não consiga participar uma vez que está a recuperar de um AVC. 

Com a ausência de O’Brien serão apenas 114 os cardeais a participar. Resta ainda saber se o Cardeal Mahony, de Los Angeles, envolvido num escândalo por ter protegido padres abusadores durante a sua vigência à frente dessa diocese, participará, uma vez que existe muita pressão para que não o faça.