Tempo
|

Papa envia representante para junto dos refugiados sírios na Jordânia

18 fev, 2013 • Ângela Roque

Vaticano alerta para o empobrecimento generalizado da população, considerando "insustentável" a situação humanitária causada pelo conflito.

Chega esta terça-feira à Jordânia o enviado do Papa que está a coordenar a acção da Igreja Católica junto dos refugiados sírios, muitos dos quais fugiram para aquele país.

O presidente do Conselho Pontifício “Cor Unum” vai visitar a Jordânia até quinta-feira, depois de em Novembro já se ter deslocado ao Líbano.

Em Amã, a capital jordana, o cardeal Robert Sarah vai reunir-se com o rei da Jordânia e com os delegados da Cáritas do Médio Oriente e Norte de África.

Em comunicado, divulgado esta manhã, o Vaticano alerta para o "empobrecimento generalizado" da população síria e para os efeitos do "inverno rigoroso", considerando "insustentável" a situação humanitária causada por este conflito, que já fez mais de 70 mil mortos, um milhão de refugiados e dois milhões e meio de deslocados.