Tempo
|

Bispos caldeus reunidos para eleger Patriarca

30 jan, 2013 • Filipe d’Avillez

Eleição decorre esta quarta-feira mas poderá só ser divulgada mais tarde, quando o Papa conceder comunhão ao novo líder da Igreja que tem sede no Iraque.  

Bispos caldeus reunidos para eleger Patriarca
Estão reunidos em Roma, desde segunda-feira, os bispos da Igreja Caldeia, uma igreja de rito oriental em plena comunhão com Roma e que tem sede no Iraque.

A Igreja Caldeia tem a sua sede no Iraque, terra ancestral dos cristãos caldeus, que compõem ainda a maioria dos cristãos iraquianos.

Desde a invasão do Iraque, em 2003, e a consequente queda do regime de Saddam Hussein, os cristãos têm sido perseguidos por fundamentalistas islâmicos, levando a um êxodo que, segundo algumas estimativas, terá reduzido a presença de caldeus no país a pouco mais de 100 mil pessoas, face às 800 mil no início do século XXI.

Em meados de Dezembro de 2012 o então Patriarca, Cardeal Emmanuel III Delly, anunciou a sua demissão por motivos de saúde. Foi então convocado um sínodo a ter lugar em Roma, com início para o dia 28 de Janeiro. Depois de um dia de retiro e outro a discutir a situação da Igreja no Iraque, os vários bispos deverão proceder esta quarta-feira à eleição de um sucessor para patriarcado.

Uma vez tomada a decisão o novo Patriarca deverá escrever uma carta ao Papa a solicitar comunhão eclesiástica, uma passo que renova a comunhão entre o pontífice e esta Igreja de direito próprio. O anúncio do sucessor poderá ser feito só depois de recebida a resposta positiva de Bento XVI, já na próxima quinta-feira, ou nos dias seguintes.