Tempo
|

Militantes islamitas na Nigéria propõem cessar-fogo

30 jan, 2013

As autoridades aplaudem a comunicação de um dos líderes do grupo, mas afirmam que não vão baixar a guarda e esperam gestos concretos que comprovem a sinceridade.

Militantes islamitas na Nigéria propõem cessar-fogo
O líder militar da seita fundamentalista Boko Haram, que actua na Nigéria e tem por objectivo impor um Estado islâmico ao país, fez uma comunicação em que pediu aos membros do grupo que cessem as suas actividades terroristas.

O Sheik Abu Mohammed Ibn Abdulazeez é um dos líderes militares do movimento fundamentalista, alegadamente responsável pelo braço armado do Boko Haram.

Em comentários à imprensa as autoridades nigerianas mostram-se agradadas com este anúncio, mas desconhecem se Abdulazeez falava em nome do líder Abubakar Shekau ou se apenas representava uma facção dissidente do grupo.

“É um bom passo o Boko Haram estar a caminhar na direcção certa”, afirmou o porta-voz do Presidente da Nigéria, acrescentando que o Governo discutirá a medida “quando for confirmado que é genuína, sincera”.

O Boko Haram já fez milhares de mortos na Nigéria em ataques contra alvos das forças de segurança, autoridades civis e também contra cristãos e até muçulmanos moderados.