Tempo
|

Peça de teatro apresenta beata Rita Amada de Jesus

22 jan, 2013 • Liliana Carona

“Uma mulher que se dedicou especialmente às crianças desprotegidas e às mulheres abandonadas”, é como a descreve o padre José Matos, reitor da Igreja Madre Rita.  

Quem foi a beata Rita Amada de Jesus? Para saber pode assistir à peça de teatro sobre a vida e obra desta mulher, este domingo em Viseu. Uma iniciativa que assinala o centenário da sua morte e vai servir para angariar fundos para a conclusão da Igreja em seu nome.

“As Rosas de Rita”, o nome da peça de teatro diz quase tudo sobre a vida e obra de Madre Rita Amada de Jesus.

“Nem toda a vida são rosas”, explica o padre José Matos, mas “na vida dela o que ela deixou foram rosas. Uma mulher que se dedicou especialmente às crianças desprotegidas e às mulheres abandonadas”.

Realizada por amadores e escrita e encenada pelo professor Victor Assis, as “As Rosas de Rita”, é uma peça de teatro com custo simbólico, duas rosas e meia. O vigário paroquial de Ranhados e reitor da Igreja Madre Rita deixa o convite a todos os que gostariam de conhecer melhor esta figura.

O objectivo é a angariação de fundos para a conclusão das obras da Igreja dedicada à fundadora do Instituto Jesus Maria e José, que nos finais do século XIX e inícios do século XX defendeu os direitos das mulheres.

“As obras estão ainda muito atrasadas, embora já tenhamos feito algumas coisas. Para aquilo que falta precisamos ainda de cerca de um milhão de euros”, explica.

“As Rosas de Rita”, uma peça de teatro para ver este domingo, dia 27 de Janeiro pelas 18h, no Auditório do Instituto Jesus Maria e José, em Viseu.