Tempo
|

Eleito novo Patriarca para os Coptas Católicos

18 jan, 2013

Antonios Naguib, o anterior patriarca, resignou por motivos de saúde. O seu sucessor garante que os coptas jamais abandonarão o Egipto.

Eleito novo Patriarca para os Coptas Católicos
Ibrahim Isaac Sidrak foi eleito Patriarca da Igreja Copta Católica num sínodo realizado entre 12 e 16 de Janeiro.

Após a eleição, como é tradição nas igrejas orientais em comunhão com Roma, o Patriarca eleito escreve ao Papa a requisitar a renovação da comunhão eclesiástica. A aceitação de Bento XVI foi publicada hoje, tornando oficial a nomeação do novo Patriarca.

O Patriarca Ibrahim tem 57 anos e foi ordenado sacerdote em 1980, tendo prosseguido os seus estudos em Roma, especializando-se em Teologia Dogmática.

Em Novembro de 2002 foi nomeado bispo da eparquia, como são conhecidas as dioceses na tradição oriental, de Minia, tendo levado a cabo um importante trabalho de renovação catequética e de trabalho social em favor dos pobres, sem distinguir entre cristãos católicos ou ortodoxos, ou muçulmanos.

A Igreja Copta Católica representa uma pequena minoria de cristãos no Egipto, com pouco mais de 160 mil fiéis. A esmagadora maioria dos cerca de 15 milhões cristãos egípcios são ortodoxos. A Igreja Ortodoxa Copta também tem um novo líder, o Papa Tawadros II, eleito em Novembro passado.

Os coptas são uma minoria no Egipto e queixam-se de discriminação às mãos do regime da sociedade civil, uma situação que não tem melhorado desde a queda do regime de Mubarak e que agora é agudizada pela aprovação de uma constituição marcadamente islâmica.

Numa entrevista à agência APIC, em Abril do ano passado, o agora Patriarca Ibrahim garantiu, contudo, que os coptas não vão abandonar o seu país: “Graças à nossa fé em Jesus Cristo e o amor pelo Egipto, nunca abandonaremos a nossa pátria”.