Tempo
|

Bispo da Guarda assegura total colaboração da diocese com a justiça

08 dez, 2012

Em causa está a detenção do vice-reitor do Seminário Menor do Fundão por suspeita de abuso de menores.

O Bispo da Guarda assegura total colaboração com a justiça no caso de suspeita de abuso de menores que levou à detenção do vice-reitor do Seminário Menor do Fundão, um padre de 37 anos que está agora em prisão domiciliária com pulseira electrónica. D. Manuel Felício explica à Renascença que quer ver o assunto esclarecido e promete todo o apoio à investigação.

"Foi imediatamente dada ordem para que fossem abertas as portas do seminário aos agentes da investigação que se apresentassem devidamente identificados e que se desse toda a colaboração para a máxima objectividade para a investigação", explica D. Manuel Felício.

Segundo o Bispo de Guarda, já "foram inqueridas pessoas e outras ainda o vão ser”, bem como "foram investigados espaços internos do seminário e outros ainda vão ser".

D. Manuel Felício sublinha que a diocese continuará "a garantir total colaboração para que a investigação seja bem-feita". "Guardaremos o necessário silêncio durante a investigação e cumpriremos escrupulosamente as conclusões do tribunal”" assevera.

O Bispo da Guarda diz ainda esperar que esta avaliação seja um bom contributo para a vida do seminário, no cumprimento da sua missão educativa.

O vice-reitor do Seminário Menor do Fundão foi detido na quinta-feira por suspeita de abuso de menores. O padre, de 37 anos, está em prisão domiciliária com pulseira electrónica.

Pode consultar AQUI um "dossier" elaborado pela Renascença sobre pedofilia, que inclui a posição do Vaticano.